Assine Já
quinta, 09 de julho de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
TEMPO REAL Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos: 301 Confirmados: 3282 Óbitos: 191
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 270 654 41
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 1016 62
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 2 517 19
Saquarema 7 528 31
Últimas notícias sobre a COVID-19
PT - reunião - dilma - eleição - presidência - cabo frio

Petistas da Região dos Lagos defendem governo das acusações de corrupção

Liberados para apoiar a quem quiser, maioria diz que está com Crivella   

11 outubro 2014 - 11h26

Lideranças políticas do Partido dos Trabalhadores (PT) da Região dos Lagos se reuniram, nesta sexta-feira (10/10), na sede do diretório municipal de Cabo Frio. Na pauta, a elaboração de estratégias de campanha visando à reeleição de Dilma Rousseff à Presidência da República. Os petistas também fizeram uma análise do momento vivido pelo partido depois da divulgação das denúncias de corrupção envolvendo várias legendas, inclusive o PT. Na eleição para governador, os correligionários foram liberados pela executiva estadual para apoiar Luiz Fernando Pezão (PMDB) ou Marcelo Crivella (PRB).

No encontro, estiveram presentes petistas de Cabo Frio, Arraial do Cabo, Araruama, Saquarema, Iguaba Grande, Armação dos Búzios e São Pedro da Aldeia. Os líderes defenderam o governo de Dilma Rousseff das acusações de corrupção que ela vem sofrendo desde o início da campanha. Eles estão convencidos de que a grande imprensa não está sendo imparcial em relação às denúncias divulgadas recentemente e as quais apontam um forte esquema de desvio de dinheiro público por diretores da Petrobras nomeados pelo PT, PMDB e PP.

– A grande mídia não aceita dividir a verba de publicidade, antes destinada apenas a uns poucos veículos, com outras empresas de comunicação. Lula, em seu primeiro governo, abriu espaço para que outros segmentos da imprensa pudessem atuar. Hoje, se vê muitas televisões e rádios de menor por todo o país. Isso dividiu o bolo publicitário o que não agradou a esses grupos. Por isso essa campanha contra o PT – defendeu o vereador Eduardo Kita, presidente do diretório de Cabo Frio.

Kita reconhece que essa onda de denúncias de corrupção envolvendo o PT pode prejudicar a candidata Dilma Rousseff, mas não a ponto de impedir a sua reeleição. Ele defendeu a força do partido em todo país e as medidas que vem tomando de combate a corrupção.

– Ninguém neste país combateu tanto a corrupção quanto o PT. Agora, pessoas que fazem maus feitos existem em todos os segmentos da sociedade. Quem comete erros deve se responsabilizar por eles. O PT não se deixará abater por essas acusações porque está muito acima disso tudo e pensa no Brasil – disse o vereador.  

O presidente do diretório de Arraial do Cabo, Carlos Alberto Pica-Pau, também defendeu o governo federal e as medidas de combate à corrupção.

– Antes dos do PT assumir o governo, a Polícia Federal trabalhava para atender aos interesses dos governos do PSDB. Ela prendia quem eles queriam. Hoje, a PF tem autonomia para investigar e prender qualquer pessoa que cometa algum delito – acrescentou Carlos Alberto.

Na eleição estadual, os petistas estão à vontade para apoiar o candidato que desejarem. Mas, o que se viu na reunião de ontem é que a maioria deles está com Marcelo Crivella. Eles argumentam que Crivella tem sido mais leal a Dilma e ao PT do que Pezão. Eles desconfiam de que Pezão quando diz que está ao lado da petista, na verdade, está apoiando Aécio Neves.

– Na verdade, toda essa máquina dirigida pelo PMDB trabalha para Aécio e não para Dilma – disse Carlos Alberto Pica-Pau, apoiado por outros correligionários.     

Tucanos se encontram

Os líderes do PSDB no estado se reúnem, na próxima segunda, em um restaurante na capital para decidir os rumos da campanha no estado e na Região dos Lagos. Segundo fontes ligadas ao partido de Cabo Frio, está sendo esperado para o encontro um deputado federal de Minas Gerais que se juntará a tropa de choque do partido para não só traçar os planos da campanha de Aécio Neves neste segundo turno, mas também lançar o nome de Silas Bento como um dos integrantes desse comando. Silas Bento também estaria com a sua vaga na Assembleia Legislativa garantida pelos caciques do partido.