Assine Já
terça, 19 de outubro de 2021
São Paulo
39ºmax
24ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
AÇÃO PREVENTIVA

Mergulhadores fazem limpeza da captação do Rio Salgado, em Iguaba

Melhoria no sistema de esgotamento sanitário coleta em tempo seco faz parte do Plano Verão da Prolagos

23 dezembro 2020 - 20h23Por Rodrigo Branco

Como ação preventiva para a alta temporada, a Prolagos contratou mergulhadores profissionais para executarem a limpeza no sistema de captação do Rio Salgado, em Iguaba Grande. A medida teve como objetivo garantir o pleno funcionamento do sistema operado no modelo coleta em tempo seco, que faz a captação das contribuições de esgoto que chegam pela rede de drenagem. Todo trabalho foi feito com a elevatória operando normalmente, ou seja, bombeando o esgoto para a estação de tratamento.

A medida faz parte do Plano Verão da concessionária na operação de esgotamento sanitário, que conta ainda com melhorias nas estações elevatórias e de tratamento. “Fizemos a manutenção preventiva em todas as nossas unidades, investimos na aquisição de novos equipamentos, como bombas reservas e geradores para garantir o pleno funcionamento das estações. Além das melhorias operacionais, algumas unidades foram revitalizadas”, explica o gerente de Operações em Esgoto, Mário Márcio Gonçalves.

A elevatória do Rio Salgado é o último ponto de captação de esgoto e a responsável por bombear o esgoto até a estação de tratamento. Com capacidade para receber seis milhões de litros de esgoto por dia, a ETE Iguaba trata 100% do que é coletado e opera em sistema terciário com desinfecção por ultravioleta, o que representa maior nível de eficiência e uma das tecnologias mais modernas disponíveis no país. 

O sistema de esgotamento sanitário em vigor na região é o coleta em tempo seco, que intercepta as contribuições presentes na rede de drenagem, evitando o lançamento em algum corpo hídrico. A estrutura operada pela Prolagos nos cinco municípios da área de concessão (Arraial, Búzios, Cabo Frio, Iguaba e São Pedro) é composta por 7 estações de tratamento, 80 estações elevatórias, 186 quilômetros de rede coletora.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.