Assine Já
terça, 22 de setembro de 2020
Região dos Lagos
19ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7847 Óbitos: 412
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 473 10
Arraial do Cabo 231 13
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
ibge

Menos sal e verde: um lugar em transformação

Estudo inédito do IBGE confirma avanço das cidades sobre salinas e florestas

29 julho 2016 - 09h41
Menos sal e verde: um lugar em transformação

Um estudo inédito do IBGE divulgado ontem confirmou o que a população local já vem observando e sentindo no decorrer dos anos: a aceleração no processo de urbanização nos sete municípios que compõem a Região dos Lagos. Como efeitos colaterais, a redução nas áreas de mineração, que afetou diretamente a outrora rentável indústria do sal; e o baixo índice de áreas verdes, apesar de abrigar unidades de conservação ambiental, como o Parque Estadual da Costa do Sol.

As observações são fruto da primeira edição do Mapa de Cobertura e Uso da Terra do Estado do Rio, trabalho que levou dois anos para ser concluído e foi desenvolvido por equipes que atuaram no escritório do instituto, na capital, e em campo, visitando todos os 92 municípios. As imagens do mapa foram geradas pelo satélite norte-americano Landsat 8, lançado em 2013.

Para o coordenador de Recursos Naturais e Estudos Ambientais do IBGE, David Montero, apenas a partir de um segundo estudo, previsto para 2018, será possível saber qual a tendência da região para os próximos anos. Todavia, ele admite que o pequeno número de áreas verdes chama a atenção.

– É uma situação notória a gente inferir o crescimento de área urbana em função do Turismo. Um processo que se deu atacando regiões nativas de restinga e mangues. E também fez pressão nas regiões voltadas para mineração. Mas, por outro lado, a Região dos Lagos não tem histórico de concentração florestal – explica David Montero.

 

*Leia a matéria completa na edição impressa da Folha desta sexta-feira.