Assine Já
segunda, 06 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
21ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53752 Óbitos: 2196
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7054 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
Criança

Menino de sete anos é internado na UPA de Cabo Frio com meningite

Segundo a direção médica, o estado de saúde da criança é estável

15 setembro 2015 - 11h46

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cabo Frio registrou a internação de uma criança de sete anos com meningite. O menino, que é morador de Casimiro de Abreu, já havia sido atendido na própria cidade na terça-feira (8), com sintomas de gripe, mas foi liberado. Ele voltou a se apresentar na UPA, desta vez, em São Cristóvão, Cabo Frio, onde estava mais próximo àquele momento, na sexta-feira (11). Apesar de permanecer internado, a direção médica da UPA informou que o estado de saúde do menino é estável.

No local onde o aluno estuda, na Escola Municipal Cristiane Siqueira Salles, pais e alunos estão preocupados com os casos da doença na região. De acordo com informações, apenas a sala de aula que o aluno freqüentava foi higienizada.

A Prefeitura de Casimiro de Abreu emitiu uma nota na manhã desta segunda-feira (14) e informou que profissionais da área de Saúde estiveram na Escola Municipal Cristiane Siqueira Salles, e administrou medicamentos para os estudantes, conforme conduz o Protocolo da Secretaria Estadual de Saúde.

"Os pais ainda foram orientados sobre as medidas preventivas contra a doença, como lavagem das mãos, ambientes arejados e sintomas da doença. Foi relatado ainda que, ao contrário do que todo mundo pensa, a meningite não é transmitida com tanta facilidade. É necessário um contato prolongado para o contágio, superior a seis horas. Contatos ocasionais, como apenas um cumprimento, uma rápida conversa ou dividir o mesmo ambiente por pouco tempo oferecem pouco risco. Todas as unidades escolares são higienizadas periodicamente em todo o município. A Prefeitura informa que não há motivo para pânico e que nesta época do ano, é comum o surgimento de doenças ocasionadas pelas vias respiratórias por conta da maior frequência de pessoas em ambientes confinados", informou a prefeitura.

 

Fonte: G1