Assine Já
sexta, 18 de setembro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
meio ambiente cabo frio

Meio Ambiente de Cabo Frio realiza operações de ordenamento durante o Carnaval

Equipes atuam em diversos pontos da cidade, como na Ilha do Japonês, no Distrito de Tamoios e na Praia das Conchas
 

27 fevereiro 2017 - 12h19
Meio Ambiente  de Cabo Frio realiza operações de ordenamento durante o Carnaval

Com Carnaval a pleno vapor e milhares de turistas em Cabo Frio, o último fim de semana foi de muito trabalho para diversas equipes da Prefeitura. A fim de monitorar vários pontos da cidade, agentes da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade, por meio da Coordenadoria de Meio Ambiente, realizaram operações de ordenamento na Ilha do Japonês, no Distrito de Tamoios e na Praia das Conchas.

“A cidade está cheia, a ilha lotada. Teve muito trabalho para o pessoal, mas graças a Deus saiu tudo certo. Estamos muito gratos pela colaboração da população e dos guardas marítimos do Distrito de Tamoios”, contou o coordenador de Meio Ambiente, Eduardo Pimenta.

Na Ilha, os fiscais atuaram coibindo fogo, acampamento, entrada de animais como cachorros, ordenamento na travessia de barcos e jet skis, além de orientarem os turistas sobre comportamento em área de proteção ambiental.

Segundo ele, os fiscais realizaram ainda operações de ordenamento com os ônibus de turismo que traziam visitantes para aproveitar o Carnaval na cidade e ação educativa com turistas que passeavam de jet skis. 

Em Tamoios, os agentes realizaram ação preventiva de orientação aos banhistas quanto aos cuidados no mar e a Guarda Marítima e Ambiental orientava os praticantes de jet ski quanto à distância de segurança - fixada em 200 metros - da beira mar.

"Os agentes estavam orientados a pedir o afastamento de quem não cumprisse a distância de 200 metros determinada por lei. Caso houvesse resistência de algum praticante da atividade a orientação era acionar a Capitania dos Portos ou até mesmo encaminhá-los a delegacia para registro de boletim de ocorrência", explicou o coordenador. 

Na Praia das Conchas a ação dos agentes era para evitar estacionamento irregular em área de preservação ambiental.