Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
mec

MEC libera R$ 316 milhões para bolsas e eventos científicos

Dinheiro também será empregado no pagamento a editoras

04 março 2017 - 15h53
MEC libera R$ 316 milhões para bolsas e eventos científicos

O Ministério da Educação liberou na sexta (3) R$ 182 milhões para pagamento de 90 mil bolsas de mestrado, doutorado, pós-doutorado, professor visitante e professor sênior, além de iniciação científica, supervisão e do programa Idiomas sem Fronteiras.

Ao todo, estão sendo liberados R$ 316,25 milhões para pagamentos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que custeiam bolsas e apoio à realização de eventos científicos e de atividades de pesquisa em programas estratégicos.

De acordo com o MEC, o montante engloba pagamentos no âmbito dos programas de Apoio à Pós-Graduação (Proap), de Excelência Acadêmica (Proex) e de Doutorado Interinstitucional (Dinter).

Bolsas

Do total, R$ 45,3 milhões são destinados ao pagamento de 71.675 bolsas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), 5.255 bolsas do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) e 983 bolsas do Observatório da Educação.

Segundo o MEC, 14 mil bolsistas da Universidade Aberta do Brasil (UAB) e 3 mil bolsistas de mestrados profissionais serão contemplados com aproximadamente R$ 16 milhões. Outros R$ 2,5 milhões serão repassados a 2.212 participantes do programa Ciência sem Fronteiras.

Editoras

Em nota, o MEC informou ainda que R$ 40,55 milhões serão destinados ao pagamento de quatro contratos firmados com editoras que fornecem conteúdos à comunidade acadêmica por meio do Portal de Periódicos. Outros R$ 19,9 milhões estão sendo destinados às “despesas diversas”, como as administrativas, com convênios e de capacitação.

Além disso, R$ 10 milhões do montante liberado hoje serão usados para pagar 2.327 bolsas dos programas tradicionais da Capes e o custeio de 129 projetos.

Hospitais

O ministério também liberou na quinta (2) R$ 51,6 milhões para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), órgão vinculado à pasta. Do total, R$ 38,7 milhões serão destinados ao Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), de modo a cobrir despesas de contratos e manutenção que os hospitais universitários federais tiveram em 2016 com obras, reformas, aquisição de equipamentos, ampliações e compra de materiais.

Além dos valores destinados ao Rehuf, outros R$ 4,94 milhões serão aplicados no pagamento de contratos e despesas com manutenção da Ebserh e R$ 7,9 milhões vão atender ao Programa Mais Médicos.