Assine Já
segunda, 20 de setembro de 2021
Região dos Lagos
26ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 50688 Óbitos: 2057
Confirmados Óbitos
Araruama 12158 430
Armação dos Búzios 6182 64
Arraial do Cabo 1680 90
Cabo Frio 14015 822
Iguaba Grande 5355 134
São Pedro da Aldeia 6830 284
Saquarema 4468 233
Últimas notícias sobre a COVID-19
marquinho

Marquinho promete não fechar Rui Barbosa

Prefeito de Cabo Frio, no entanto, quer levar escola municipal à competência do Estado

17 março 2017 - 20h51Por Gabriel Tinoco
Marquinho promete não fechar Rui Barbosa

O prefeito Marquinho Mendes (PMDB) prometeu, em nota divulgada ontem, não fechar escolas, mas permaneceu irredutível quanto à estadualização do Ensino Médio – a única escola que seria fechada seria o Rui Barbosa, que passará por readequação.

O comunicado foi feito após denúncia do vereador Rafael Peçanha (PDT) em seu blog, no qual acusa o prefeito de ter pedido ao Ministério Público para tirar as turmas de 1º, 2º e 3º ano das competências do Governo Municipal. O pedetista conseguiu a ata em reunião com a promotora Luciana Nascimento.

A Folha entrou em contato com a Secretaria de Comunicação, que, no entanto, ainda não sabe qual será o destino do Rui Barbosa. Na tarde de ontem, uma plenária comunitária definiu as diretrizes de luta pela manutenção do Rui Barbosa.

Promessa de luta

A notícia do fechamento do Colégio Municipal Rui Barbosa foi recebida com tristeza pelos alunos, que prometem não entregar a escola sem luta – na tarde de ontem, foi feito um protesto na rua do colégio. Os estudantes ressaltam a importância do Rui pela consciência política e bons resultados nos vestibulares.

– Faz totalmente a diferença esse fechamento. O Rui nos faz crescer culturalmente. Além das oportunidades de ter um posicionamento político. O Rui é o grande responsável por eu estar hoje lutando pelos meus direitos – afirma Thainá Pinheiro, 18, estudante do segundo ano.

O presidente da Associação dos Estudantes Secundaristas do Estado do Rio de Janeiro (Aerj) e ex-aluno do Rui, Ruan Vidal, acusa os políticos de negligência.

– Eles (políticos) não têm prioridade na educação. Preferem garantir grandes estruturas de shows ou empreiteiras, enquanto os estudantes são entulhados nos colégios estaduais – critica.

Confira matéria completa na edição deste fim de semana da Folha dos Lagos.