Assine Já
terça, 26 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 22503 Óbitos: 742
Confirmados Óbitos
Araruama 5567 166
Armação dos Búzios 2960 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 6068 247
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 2221 110
Últimas notícias sobre a COVID-19
Mais de nove mil títulos cancelados na Região dos Lagos

Mais de nove mil títulos cancelados na Região dos Lagos

No Estado são 385 mil e TRE alerta eleitores quanto a pendências no documento

04 março 2016 - 11h35
Mais de nove mil títulos cancelados na Região dos Lagos

Complicações: não tirar passaporte e não tomar posse em concurso público – Foto: Divulgação

 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) divulgou ontem que mais 385 mil eleitores em todo o estado estão com o título cancelado. Somente na região, cerca de 9 mil documentos estão nesta situação, contando os colégios eleitorais de Cabo Frio (3.939), Arraial do Cabo (749), Armação dos Búzios (616), São Pedro da Aldeia (1.690) e Araruama (2.413).

De acordo com o TRE-RJ, quem estiver nesta situação tem até o dia 4 de maio para regularizá-la sob pena de não poder votar nas eleições de outubro. O prazo vale também para quem precisa tirar o documento, transferir o domicílio ou atualizar dados pessoais. Para evitar os habituais problemas das filas de última nos cartórios eleitorais, o presidente do Tribunal, desembargador Antônio Jayme Boente, sugere que o agendamento do serviço seja feito o quanto antes.

– O ideal é que o eleitor agende logo, sem deixar para as últimas semanas, quando a procura será grande e as vagas, limitadas. Essa tradição brasileira de deixar tudo para a última hora precisa ser modificada – comentou o desembargador.

De acordo com o TRE, para regularizar o título, o eleitor deve primeiramente retirar a guia de multa, que custa R$ 3,51 por turno, no cartório eleitoral, para pagar no Banco do Brasil e depois retornar ao cartório eleitoral levando o comprovante de pagamento, documento oficial de identificação e comprovante de residência recente (contas de luz, água ou telefone, nota fiscal ou envelopes de correspondência, etc.).

Caso o eleitor não vote nem justifique a ausência, isso implicará multa de R$3,51 por cada turno ausente; sendo que a ausência consecutiva a três turnos implica o cancelamento do título eleitoral. Eleitor com o título cancelado não pode obter passaporte, ser empossado em cargo público ou renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outras penalidades.

O agendamento pode ser feito pela internet, no site do TRE-RJ, ou pela Central de Atendimento Telefônico (CAT), no telefone (21) 2533-6400. Após o fechamento do cadastro, em 4 de maio, não podem ser realizadas inscrições de novos eleitores, transferências de domicílio eleitoral ou regularização da situação com a Justiça Eleitoral de quem deixou de votar ou justificar a ausência em três turnos consecutivos. Nesse caso, o título está cancelado e o eleitor não poderá votar em outubro. Quem não fizer o título até 4 de maio também ficará sem votar. Vale lembrar ainda que quem completar 16 anos até o dia do primeiro turno (2 de outubro) já pode tirar o documento.