Assine Já
quarta, 27 de outubro de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52450 Óbitos: 2151
Confirmados Óbitos
Araruama 12382 441
Armação dos Búzios 6530 73
Arraial do Cabo 1736 93
Cabo Frio 14792 880
Iguaba Grande 5486 140
São Pedro da Aldeia 6993 289
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
NA JUSTIÇA

Maestro Budega é absolvido no TJ da acusação de estupro de vulnerável

Desembargadores da 5ª Câmara Criminal inocentaram o músico por unanimidade

07 novembro 2019 - 17h07Por Redação

A 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) absolveu por unanimidade, com votos de oito desembargadores, o músico Ângelo Correa dos Santos, conhecido como Ângelo Budega, no processo em que responde por estupro de vulnerável. O julgamento no qual foi aceito o recurso da defesa do músico foi realizado no começo da tarde desta quinta-feira (7). Ele havia sido condenado em primeira instância, em janeiro deste ano.

A decisão foi publicada no site do TJ-RJ. À reportagem da Folha, o advogado Jairo Santana, que trabalha no escritório que presta consultoria jurídica a Budega, disse que a defesa se baseou no que havia nos autos do processo, como os laudos periciais.

– Não há o que comemorar. O objetivo era que a Justiça fosse feita.  Absolvição significa que ele foi inocentado. Não houve divergência entre os desembargadores – comentou o advogado, por telefone.

O processo iniciado em 2012, a que o músico respondia, refere-se a uma acusação feita dois anos antes. Ele foi acusado de ter molestado sexualmente uma menina de 10 anos que fazia parte de seu projeto social, o ‘Apanhei-te Cavaquinho’, em que ministrava aulas do instrumento musical a crianças e adolescentes. A acusação partiu da família da vítima.

Em janeiro deste ano, novas acusações a Budega foram feitas pela musicista Kéren Hapuk, de 22 anos, que também afirmou ter sido abusada pelo músico. Kéren chegou a fazer um registro de ocorrência na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). As declarações resultaram na suspensão de um evento da Secretaria Municipal de Cultura de Cabo Frio, no qual o músico seria uma das atrações.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.