Assine Já
quinta, 16 de julho de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
13ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 3553 Óbitos: 207
Confirmados Óbitos
Araruama 671 42
Armação dos Búzios 288 8
Arraial do Cabo 88 11
Cabo Frio 1067 66
Iguaba Grande 257 20
São Pedro da Aldeia 565 21
Saquarema 617 39
Últimas notícias sobre a COVID-19
teste

Ligar para as delegacias da região é desafio para população

Teste mostra que maioria dos números divulgados pela Polícia Civil não funciona

05 junho 2016 - 11h09Por Rodrigo Branco
Ligar para as delegacias da região é desafio para população

Delegacia da Mulher de Cabo Frio é uma das que estão "incomunicáveis" (Divulgação)

Se uma das principais estratérgias de aproximação da polícia com a comunidade é a divulgação dos números de telefone das delegacias, atualmente ela está prejudicada pela dificuldade para falar com as unidades.

Na sexta (3), a reportagem fez um teste e ligou para os números divulgados na página oficial da Polícia Civil na internet e o resultado foi preocupante. A chamada foi completada apenas para as delegacias de Arraial do Cabo (132ª DP) e Armação dos Búzios (127ª DP).

Já no maior distrito policial da região, em Cabo Frio (126ª DP), a máxima que diz que o excesso de oferta não é sinônimo de qualidade se aplica perfeitamente. No site da instituição, constam sete linhas para comunicação. Durante todo o dia, a Folha ligou para todas e o resultado foi o mesmo: mensagem eletrônica da operadora informando que o número chamado não existia.

Em tempos de estímulo às denúncias de abusos e agressões contra as mulheres, também é complicada a situação do prédio anexo, onde funciona a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. Das duas linhas divulgadas, nenhuma está disponível. Enquanto em uma, a chamada não é completada; em outra, apesar das insistentes tentativas, nenhum funcionário atendeu o telefone. O teste foi repetido em diferentes horários.

A reportagem se dirigiu às duas delegacias e, ao relatar o episódio, recebeu a informação de um funcionário de que os telefones estão cortadas em função da crise financeira pela qual passa o estado. A informação não foi confirmada pela secretaria estadual de Segurança Pública, que passou o assunto para a assessoria da Polícia Civil, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

O panorama registrado em Cabo Frio se repetiu em relação a São Pedro da Aldeia (125ª DP) e Araruama (118ª DP). Nessa última, assim como no distrito policial cabofriense, são sete os números de telefone divulgados pela Polícia Civil.

Na contramão do cenário, está a Polícia Militar. Tanto o telefone do 25º Batalhão como os serviços de Disque-Denúncia (2643-0190) e 190 estão funcionando normalmente.

Prefeitura tem mesmo problema

A dificuldade para falar com as autoridades não é exclusividade das unidades policiais. Conforme matéria da Folha na última quarta (1), o cidadão cabofriense que tenta ligar para as secretarias municipais, em geral, acaba sem conseguir o objetivo.

Em teste realizado pela reportagem com os números divulgados no site oficial da prefeitura de Cabo Frio, apenas as secretarias de Saúde e Fazenda estão recebendo chamadas. Nas outras noves pastas, ou a ligação não é completada ou a linha está sempre ocupada.