Assine Já
segunda, 21 de setembro de 2020
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
teste

Ligar para as delegacias da região é desafio para população

Teste mostra que maioria dos números divulgados pela Polícia Civil não funciona

05 junho 2016 - 11h09Por Rodrigo Branco
Ligar para as delegacias da região é desafio para população

Delegacia da Mulher de Cabo Frio é uma das que estão "incomunicáveis" (Divulgação)

Se uma das principais estratérgias de aproximação da polícia com a comunidade é a divulgação dos números de telefone das delegacias, atualmente ela está prejudicada pela dificuldade para falar com as unidades.

Na sexta (3), a reportagem fez um teste e ligou para os números divulgados na página oficial da Polícia Civil na internet e o resultado foi preocupante. A chamada foi completada apenas para as delegacias de Arraial do Cabo (132ª DP) e Armação dos Búzios (127ª DP).

Já no maior distrito policial da região, em Cabo Frio (126ª DP), a máxima que diz que o excesso de oferta não é sinônimo de qualidade se aplica perfeitamente. No site da instituição, constam sete linhas para comunicação. Durante todo o dia, a Folha ligou para todas e o resultado foi o mesmo: mensagem eletrônica da operadora informando que o número chamado não existia.

Em tempos de estímulo às denúncias de abusos e agressões contra as mulheres, também é complicada a situação do prédio anexo, onde funciona a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. Das duas linhas divulgadas, nenhuma está disponível. Enquanto em uma, a chamada não é completada; em outra, apesar das insistentes tentativas, nenhum funcionário atendeu o telefone. O teste foi repetido em diferentes horários.

A reportagem se dirigiu às duas delegacias e, ao relatar o episódio, recebeu a informação de um funcionário de que os telefones estão cortadas em função da crise financeira pela qual passa o estado. A informação não foi confirmada pela secretaria estadual de Segurança Pública, que passou o assunto para a assessoria da Polícia Civil, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

O panorama registrado em Cabo Frio se repetiu em relação a São Pedro da Aldeia (125ª DP) e Araruama (118ª DP). Nessa última, assim como no distrito policial cabofriense, são sete os números de telefone divulgados pela Polícia Civil.

Na contramão do cenário, está a Polícia Militar. Tanto o telefone do 25º Batalhão como os serviços de Disque-Denúncia (2643-0190) e 190 estão funcionando normalmente.

Prefeitura tem mesmo problema

A dificuldade para falar com as autoridades não é exclusividade das unidades policiais. Conforme matéria da Folha na última quarta (1), o cidadão cabofriense que tenta ligar para as secretarias municipais, em geral, acaba sem conseguir o objetivo.

Em teste realizado pela reportagem com os números divulgados no site oficial da prefeitura de Cabo Frio, apenas as secretarias de Saúde e Fazenda estão recebendo chamadas. Nas outras noves pastas, ou a ligação não é completada ou a linha está sempre ocupada.