Assine Já
sexta, 26 de fevereiro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
21ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 26253 Óbitos: 906
Confirmados Óbitos
Araruama 6711 182
Armação dos Búzios 3187 32
Arraial do Cabo 844 37
Cabo Frio 7166 347
Iguaba Grande 2484 54
São Pedro da Aldeia 3486 126
Saquarema 2375 128
Últimas notícias sobre a COVID-19
RESULTADOS MAIS RÁPIDOS

Laboratório aumenta capacidade e vai 'zerar' exames para detectar novo coronavírus

Secretaria Estadual de Saúde anunciou que testagens subirão para cerca de 900 amostras por dia

03 abril 2020 - 16h24Por Redação

Com o reforço de novos equipamentos, reorganização de recursos humanos e parcerias, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) pôde ampliar a capacidade de testagem biomolecular de coronavírus do Laboratório Central Noel Nutel (Lacen) e, já no fim desta semana, zerar a lista de amostras que aguardam laudos. Com isso, o Lacen, que passou a funcionar durante 24h por dia, aumentou a capacidade de analisar cerca de 900 amostras diariamente, sendo 500 no próprio laboratório e o restante por meio de parcerias firmadas com o IBEX (Instituto de Biologia do Exército), a Fiocruz e a UERJ.

Desde a entrada do coronavírus no Rio de Janeiro, o Lacen já processou cerca de 5 mil exames, prioritariamente de pacientes graves, profissionais de saúde e óbitos em investigação.

"Essas medidas permitirão que os laudos dos pacientes saiam, em média, 48h após a entrada. Com mais agilidade no processo de confirmação ou descarte dos casos, acompanharemos com maior realidade o cenário epidemiológico e a evolução da curva de casos. Essa visão nos ajudará a definir futuras ações de enfrentamento ao vírus", indica o secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos.

Outra frente de análise da Covid-19 em que o Governo do Estado tem investido são os testes rápidos em massa. Do 1,2 milhão de kits adquiridos pela SES, o primeiro lote com 700 mil unidades chega nos próximos dias e a previsão é que o restante chegue ainda este mês.

Ainda segundo o secretário Edmar, contar com testes rápidos não significa o uso indiscriminado do material. Ele explica que, no enfrentamento ao coronavírus, tão fundamental quanto ter o insumo será a estratégia aplicada.

"Os testes rápidos nos possibilitarão fazer uma avaliação ainda mais precisa da incidência da doença por regiões", disse.

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.