Assine Já
terça, 27 de julho de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46056 Óbitos: 1864
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12562 754
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
UNIÃO CONTRA A FOME

'Juntos por Búzios' reúne pessoas para garantir a alimentação dos mais necessitados durante a quarentena

Grupo já arrecadou mais de 385 cestas básicas que são entregues, na sua maioria, à famílias carentes mapeadas por instituições que já realizam trabalho social no município

20 abril 2020 - 18h24Por Redação

A pandemia de Covid-19 levou as cidades de todo o mundo ao isolamento social, necessário para conter o avanço deste vírus. Mas uma das reais consequências é a severa crise econômica que está assolando com força famílias com menos poder aquisitivo. Em Búzios, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, não é diferente. Muitas famílias tinham na merenda escolar a segurança da alimentação diária de seus filhos. Muitos trabalhadores informais se viram de repente sem campo de trabalho. Microempreendedores estão com suas atividades paralisadas.

A consequência direta para este grupo de pessoas que não conta com reservas financeiras para atravessar os meses duros que ainda estão por vir é a cruel realidade da fome. 

O “Juntos por Búzios”  é a extensão de uma campanha de Natal que já existe e é realizada por um  tradicional mercado familiar em Manguinhos, o Mercado do Mica e apoiadores, que sensibilizados com a situação atual adiantaram a ação de solidariedade. Somou-se a eles os esforços da empreendedora Kiki Reis e seu marido, o arquiteto Octavio Raja Gabaglia, o Otavinho. A união dos esforços de cada participante levou a conquista de mais de 385 cestas básicas que já foram entregues à famílias de Búzios e arredores, que não são privilegiados pela ajuda de ninguém. Afinal, fome não tem endereço.

A ajuda financeira para este feito veio através de amigos e moradores, a grande maioria tem Búzios como uma segunda casa e só querem o bem da cidade. 

– Nós identificamos essas famílias, em um primeiro momento, através do porta a porta. Foi uma semana bem complicada, pois quem estava na rua fazendo nossa distribuição se deparava por vezes com várias pessoas, já em situação de fome e desespero que, de repente, apareciam a volta do carro. Parávamos o carro para iniciar a prospecção e as pessoas, que já começavam a conhecer nossa iniciativa, surgiam do nada. E para ultrapassar esta fase morosa, comecei a contatar instituições diversas dentro do nosso município, que já realizam há anos trabalhos solidários junto à população e que são vistas como referência em momentos difíceis. Estas instituições têm essas famílias vulneráveis bem mapeadas e esta rede de contatos é ouro neste momento – explica Kiki. 

Algumas das instituições e/ou seus membros que nos ajudam a mapear as famílias em necessidade

• Centro Espirita Chico Xavier, Vila Caranga

• Casa do Caminho Lar Espírita Irmão Estevão, Alto da Boa Vista – Rasa

• ONG Associação de Educação para a Paz, Maria Joaquina

• Associação Amigas do Bem, Rasa

• Igreja da Assembleia de Deus Ministério Madureira, José Gonçalves

• Comunidade Evangélica Jardim da Restauração, Igreja CEJAR em Cem Braças

• Igreja Pentecostal Renovada, Rasa

• Igreja Batista Porta Aberta, Maria Joaquina

• Radio Búzios Comunidade

• CRER-VIP

• Ambulantes e camelôs que trabalham na praça, praias e que contam com um número considerável de estrangeiros

O objetivo agora é dobrar a arrecadação anterior e poder entregar a mais famílias e assim garantir a segurança alimentar no período do isolamento social. Quem quiser ajudar pode entrar em contato pelo 22 99920-3032.

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.