Assine Já
quinta, 21 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 21341 Óbitos: 711
Confirmados Óbitos
Araruama 5363 160
Armação dos Búzios 2875 30
Arraial do Cabo 651 33
Cabo Frio 5750 231
Iguaba Grande 1988 50
São Pedro da Aldeia 3048 106
Saquarema 1666 101
Últimas notícias sobre a COVID-19
SOLIDARIEDADE

Jornal Folha do Lagos faz doação à instituição filantrópica de Cabo Frio

Lar da Cidinha recebeu fraldas, toalhas de banho, sabonetes, escovas de dente e cremes dentais.

12 março 2020 - 13h10Por Julian Viana

Fraldas geriátricas, toalhas de banho, sabonetes, escovas de dente e cremes dentais. Essas foram as doações feitas ao Lar da Cidinha na manhã desta quinta-feira (12) pelo jornal Folha dos Lagos. A instituição filantrópica fica localizada na Rua Dimas Teixeira 191, Jardim Esperança (tel.: 26472133).

O Lar é ima instituição de longa permanência e pertence  à Igreja Católica Nossa Senhora da Assunção ligada a Arquidiocese de Niterói, com a ajuda da Prefeitura Municipal de Cabo Frio.

Ao todo, 20 idosos, entre homens e mulheres, são assistidos pelo Lar da Cidinha, que está sempre precisando da ajuda de toda a população.

- As doações são extremamente importantes porque a gente vive disso. O que a gente sempre tá precisando é de leite e fralda, mas tudo aquilo que chega é super bem-vindo, inclusive a visita – ressalta uma das funcionárias da instituição há 15 anos, Suely Monteiro.

A Suely ainda conta que o contato diário com todos esses idosos faz com que eles se tornem membros de sua família.

O Lar da Cidinha também  conta com toda uma equipe de assistência formada por fisioterapeuta, psicóloga, assistente social, enfermeira e médica.

Entre os 20 idosos da instituição está a dona Eny Sena de 83 anos. Ela, que nunca deixa de usar o seu charmoso batom vermelho,  disse que é cantora profissional com direito a uma carteira da Ordem dos Músicos.

-Toda a vez que chega uma visita aqui pra mim é uma alegria. Aqui é um lugar muito tranquilo, não tem confusão e não tem briga.

Já Manuelina, de 74, disse que fica bastante feliz quando descobre que uma visita está a caminho.

- Alegra um pouquinho a casa. É legal ver e conhecer pessoas diferentes – conta Manu.

Para aqueles que desejam fazer uma visita ao Lar da Cidinha, a casa funciona todos os dias, das 9h às 11h30 e das 14h30 às 17h.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.