Assine Já
sexta, 30 de julho de 2021
Região dos Lagos
18ºmax
10ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46181 Óbitos: 1868
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5463 57
Arraial do Cabo 1574 87
Cabo Frio 12663 757
Iguaba Grande 4763 115
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
Canto do Forte

Iphan realizará visita técnica ao Canto do Forte

Ação será feita para analisar local visando a instalação de boxes para venda de pescado

22 março 2019 - 20h14Por Redação I Foto: Divulgação
Iphan realizará visita técnica ao Canto do Forte

Está marcada para acontecer no próximo dia 2 de abril, às 10h, uma visita técnica de arquitetos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ao Canto do Forte, em Cabo Frio, para verificar as áreas mais adequadas para a instalação de boxes para a comercialização do pescado por parte dos pescadores artesanais que trabalham no local.  

A decisão da realização da visita técnica do Iphan ao Canto do Forte aconteceu após uma reunião realizada na sede da Colônia dos Pescadores Z4, em Cabo Frio, que, além de grande presença de pescadores, contou com a presença de representantes do próprio Iphan e de membros da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj). Agora, um ofício será enviado na segunda-feira para convidar os secretários de Desenvolvimento, Felipe Araújo, e Meio Ambiente, Mário Flávio, para participarem da ação no início do próximo mês.  

Esta foi a segunda reunião realizada pelos pescadores desde que a Prefeitura de Cabo Frio notificou 27 embarcações que estavam atracadas no local – servindo apenas como depósito de materiais e lixo, segundo nota do governo – e que teriam que retirá-las em um prazo de 10 dias. A decisão, de acordo com a prefeitura, foi tomada mediante um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público (MP) e tem o objetivo de realizar o ordenamento da área. Antes, um encontro com representantes da prefeitura e da Guarda Marítima Ambiental também já havia sido organizado para debater o esquema de ordenamento. 

Satisfeito com o andamento dos trâmites após essa segunda reunião, o presidente da Colônia dos Pescadores Z4, Alexandre Marques, explicou que o cadastramento dos pescadores, que também estava previsto no TAC,já está sendo feito. Segundo ele, além dos que já eram cadastrados na Guarda Marítima, outros estão realizando o cadastro e um relatório da Fiperj com os dados sobre a pesca e venda no Canto do Forte será anexado aos documentos. Alexandre também garantiu que os pescadores ativos continuarão trabalhando no local e não deixarão o ponto.  

– Também já estamos cadastrando todos os barcos ativos do local, que continuarão trabalhando no Canto do Forte, e acreditamos que cerca de dez barcos que estão atualmente parados devam sair de lá devido à ação de ordenamento. É bom deixar claro que os pescadores vão permanecer no local trabalhando, porém agora estamos apresentando em conjunto com o governo uma proposta de ordenamento – disse.