Assine Já
sexta, 25 de setembro de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
incerteza

Incerteza no mercado de petróleo

Municípios produtores estão de olho na subida do preço do barril brent

07 fevereiro 2017 - 08h01
Incerteza no mercado de petróleo

 Às vésperas de receberem mais uma parcela do repasse dos royalties do petróleo, os municípios produtores estão de olho na flutuação do preço do barril no mercado internacional, que, futuramente, será decisivo para definir o valor da compen­sação repassado aos municípios. Ontem, houve ligeira queda e o barril de tipo brent fechou pró­ximo dos US$ 56.

Para os beneficiários dos royalties, isso significa menos dinheiro em caixa. Quando o preço do barril cai, cai também a compensação dada a estados e municípios. E nova queda, nes­te momento, é tudo o que as ci­dades da região menos querem. No mês passado, por exemplo, Cabo Frio recebeu R$ 8,5 mi­lhões de royalties, um valor bem distante dos mais de R$ 15 mi­lhões de três anos atrás.

O secretário de Fazenda de Cabo Frio, Clésio Guimarães, espera mais notícias nos próxi­mos dias. A trimestral, prevista para o dia 10, deve chegar em torno de R$ 2,5 milhões. Já a mensal (depois do dia 20), deve vir cerca de R$ 8 milhões.

A pior notícia é que os bene­ficiários estão de mãos atadas e não detêm nenhum controle so­bre o preço do barril. Aliás, nem o Brasil, que repassa a compen­sação por meio da Agência Na­cional do Petróleo (ANP), tem.

Ontem, o preço do petróleo sofreu ligeiras flutuações. Se por um lado o corte de oferta da Organização dos Países Ex­portadores de Petróleo (Opep) fez menção de aumentar o preço do barril, por outro, as tensões entre Estados Unidos e Irã – agravadas na última semana por ações militares iranianas e reta­liações diplomáticas do presi­dente Donald Trump – fizeram o preço baixar. Isso porque, diante do espinhoso e inóspito cenário internacional, os Estados Uni­dos ativaram mais plataformas de petróleo, aumentando ainda mais o estoque de combustível norte-americano.