Assine Já
quinta, 02 de julho de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 319 Confirmados: 2909 Óbitos: 177
Suspeitos: 319 Confirmados: 2909 Óbitos: 177
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 268 582 40
Armação dos Búzios X 243 5
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 903 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 18 435 15
Saquarema 9 466 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
Iedio

Iedio Rosa: "Chumbinho renovou nada"

Vice de São Pedro diz que prefeito rompeu compromisso com bairros e pede oposição unida

05 abril 2016 - 09h57Por Rodrigo Branco
Iedio Rosa: "Chumbinho renovou nada"

Iedio Rosa se disse desapontado com prefeito: “Não olhou para os bairros da cidade que visitei com ele” (Divulgação)

A aposta para tentar evitar nas urnas mais quatro anos de governo Claudio Chumbinho (PMDB) à frente da Prefeitura de São Pedro da Aldeia pode estar na união de três ex-mandatários da cidade que, juntos, tiveram cinco mandatos. Polêmica, a união de Paulo Lobo, Carlindo Filho e Iedio Rosa visando uma possível pré-candidatura repercutiu nas redes sociais na última semana, mas nenhum deles deve encarar Chumbinho nas urnas em outubro. Um novo nome deve ser apoiado pela aliança.

Em entrevista à Folha, o vice-prefeito fala da decepção com Chumbinho, da possibilidade de união da oposição para enfrentar o prefeito e rebate as críticas recebidas por conta da aliança entre o quarteto.

– O Chumbinho, que representava a renovação, renovou nada. O que ele faz, de deixar obra pra época de eleição, é que é coisa de antigamente – dispara.

Folha dos Lagos – Como surgiu essa aliança dos três ex-prefeitos?
Iedio Rosa –
Ela surgiu em decorrência da atuação do atual prefeito, com a qual não estamos satisfeitos há muito tempo. E nós nos unimos para evitar que ele se reeleja. O que tenho a dizer é que entrei para ajudar e trabalhar por toda São Pedro da Aldeia.

Folha – Como vê a atual gestão do prefeito Chumbinho?
Iedio –
Temos 40 bairros na cidade e visitamos cada um deles, de porta em porta. Deixamos uma esperança com relação à Saúde, à Educação e ao Saneamento Básico, só que ao fim de três anos, parece que ele esqueceu esse compromisso. Vencemos em 38 desses 40 bairros e isso me deixou em situação difícil. Como vou voltar com ele? Vou voltar para pedir desculpas com outra pessoa que seja mais cumpridora. Com uma nova proposta e para novo mandato.

Folha – O acordo pode ser em torno de Elizangela Lobo...
Iedio –
Sim. Ela teve 17 mil votos na última eleição.

Folha – As discordâncias com relação à cabeça da chapa inviabilizaram a aliança com Rui Pinheiro e os vereadores Robinho do Raio-X e Zezinho?
Iedio –
Não. Essas alianças encontram divergências e elas aconteceram entre nós. Queria adicionar mais políticos nessa chapa mas não aceitaram. Só nós quatro, achei pouco. Se a gente se dividisse, iam fazer propaganda do voto útil e levaria voto para Elizangela, a mais forte da oposição. Tentei ser ouvido, mas não consegui.

Folha – A oposição unida tem mais chances?
Iedio –
Minha vontade é juntar todos. Com apenas uma candidatura de oposição para obrigar o Chumbinho a ter 50% mais um dos votos. Com mais de uma candidatura, ele pode se eleger com 35% ou 40% dos votos.

Folha – Muita gente criticou que essa frente de ex-prefeitos não traz novidade alguma.
Iedio –
Esse comentário não tem fundamento. Estamos apenas apoiando. Se ela (Elizangela) vai renovar ou não, é da cabeça dela. O outro (Chumbinho) que representava a renovação, renovou nada. O que ele faz, de deixar obra pra época de eleição, é que é coisa de antigamente.

Folha – O vice da chapa será você?
Iedio –
Não. Como eu disse, estou apenas para ajudar.