Assine Já
sexta, 14 de maio de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
17ºmin
Tropical
http://www.alerj.rj.gov.br/
TEMPO REAL Confirmados: 38094 Óbitos: 1459
Confirmados Óbitos
Araruama 9614 300
Armação dos Búzios 4695 57
Arraial do Cabo 1317 69
Cabo Frio 10146 538
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5248 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
AINDA HÁ ATRASOS DE MAIO

Ibascaf entra na Justiça contra o município para cobrar prioridade no repasse para pagamento a aposentados

Segundo presidente do instituto de Previdência de Cabo Frio, ação judicial foi exigência do Tribunal de Contas

10 julho 2020 - 19h56Por Rodrigo Branco

O Instituto de Benefícios e Assistência aos Servidores Municipais de Cabo Frio (Ibascaf) acaba de entrar na Justiça com uma ação cautelar contra o município, para fazer valer a prioridade de pagamento aos aposentados prevista na Constituição e também em lei municipal. Até o fechamento desta matéria, a liminar ainda não havia sido concedida.

Segundo o presidente da autarquia, Antônio Damique Teixeira, a medida judicial foi tomada por imposição do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) que, há duas semanas, questionou a direção do Instituto sobre quais medidas estão sendo tomadas para garantir a prioridade no prioridade no pagamento aos aposentados. Uma parte ainda não recebeu o salário de maio e também não há previsão de depositar os vencimentos de junho.

 – Não é uma ação contra o prefeito Adriano Moreno, mas contra o município de Cabo Frio. Não quero mais receber processos e ofícios administrativos para informar quais medidas estamos tomando judicialmente. Parece que os problemas do Ibascaf começaram no dia 1° de abril (quando a atual gestão assumiu), mas tem todo um histórico, quando não foi feito o dever de casa – comentou Damique.

De acordo com o presidente da autarquia, hoje as contas do Instituto não fecham. Para conseguir pagar a folha dos aposentados, mesmo de forma fracionada, o município precisa tirar R$ 2,8 milhões de recursos próprios. Dos R$ 6,6 milhões necessários para honrar os compromissos, apenas R$ 3,6 milhões são das contribuições previdenciárias dos servidores.

Damique informou que, dentro de dois meses, será concluído um levantamento para saber o déficit total do instituto.

– Hoje a gente vive um problema em quase todos os municípios, em que não foram repassados recursos para os institutos. Há um passivo que se a gente for analisar, a gente não sabe quando vai começar  a pagar junho. A nossa prioridade no momento é concluir o pagamento de maio  – disse Damique.

Nesta sexta-feira (10), o Ibascaf depositou os salários de maio dos aposentados que recebem até o valor de R$ 6.540. De acordo com o presidente do Instituto, para completar a folha de maio, faltam em torno de R$ 500 mil, o que equivale a 10% dos beneficiários.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.