Assine Já
sexta, 14 de agosto de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 5213 Óbitos: 304
Confirmados Óbitos
Araruama 846 62
Armação dos Búzios 384 9
Arraial do Cabo 132 12
Cabo Frio 1721 100
Iguaba Grande 420 26
São Pedro da Aldeia 796 44
Saquarema 914 51
Últimas notícias sobre a COVID-19
mancha

Ibama faz vistoria na Bacia de Campos para localizar mancha

No momento, agentes sobrevoam o local para tomar as providências necessárias

01 fevereiro 2016 - 17h14

O Ibama e a Marinha do Brasil fizeram um sobrevoo na Bacia de Campos, a maior produtora de petróleo do Brasil, para poder verificar uma mancha de aproximadamente 22 quilômetros que apareceu na última sexta-feira (29). Os agentes trabalharão intensamente para saber o que provocou o acidente e tomar as providências necessárias para preservar o meio-ambiente.

A maior suspeita, de acordo com a coordenadoria do órgão, é o vazamento de óleo, acúmulo de algas, água de lastro e até mesmo esperma de baleia. 

Seis petroleiras trabalham no local onde apareceu a mancha, que fica a 195 quilômetros da costa de Cabo Frio: Petrobras, Repsol, Statoil, Chevron, Shell e PetroRio.

Petrobras se eximiu de culpa e não identificou nenhum vazamento. Já a Repsol afirmou que também sobrevoou a bacia, sem encontrar absolutamente nada. A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) entrou em contato com a Marinha e o Ibama para acompanhar o caso.

A Secretaria de Meio-Ambiente de Cabo Frio afirmou que nenhuma mancha chegou à costa da cidade.