Assine Já
quarta, 04 de agosto de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
14ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46523 Óbitos: 1889
Confirmados Óbitos
Araruama 11454 362
Armação dos Búzios 5517 58
Arraial do Cabo 1588 87
Cabo Frio 12706 765
Iguaba Grande 4804 116
São Pedro da Aldeia 6205 275
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Hospital Unilagos, em Cabo Frio, funciona com apenas nove leitos de UTI e todos estão ocupados

Unidade de tratamento para casos de coronavírus tem ala de UTI fechada com dez leitos

17 junho 2020 - 15h25Por Rodrigo Cabral

O hospital de campanha Unilagos, em Cabo Frio, está operando com apenas nove leitos de UTI – todos ocupados até a tarde desta quarta-feira (17). A Folha dos Lagos apurou que a outra UTI da unidade, com dez leitos, encontra-se fechada. A falta de médicos intensivistas é o motivo, justificou a secretaria de Saúde à reportagem.

A prefeitura publicou na terça-feira (16) chamamento público para a contratação em caráter emergencial destes profissionais. O salário é de R$ 13.500, com carga horária de 24h compreendida em plantões entre segunda e sextas. Para plantões de sábado e domingo com carga horário de 24, a remuneração é de R$ 17 mil. Segundo a prefeitura, os interessados devem comparecer munidos de documentos ao setor de RH da Secretaria de Saúde, na Rua Fagundes Varela, s/n º, em São Cristóvão. 

O Unilagos foi um dos alvos da Operação Exam, na segunda-feira, realizada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal. A investigação teve origem em procedimento do MPF, anterior à pandemia, que apurava licitações e contratos para a realização de exames laboratoriais. Com a colaboração da Controladoria-Geral da União, a investigação incluiu também a aquisição e a distribuição de remédios. Já no âmbito do inquérito instaurado na PF, as apurações recaíram sobre os recursos federais para combate ao Covid-19 no município.

Segundo a prefeitura, além dos leitos de UTI, o Unilagos também tem 60 leitos para atendimento clínico. 

Cabo Frio contabiliza 590 casos confirmados de covid-16 e 48 mortes.  

No dia 6 de junho, o prefeito Adriano Moreno (DEM) assinou o decreto municipal nº 6.266, que estabelece as normas de segurança sanitária e de distanciamento para a reabertura gradual da economia de Cabo Frio a partir deste sábado (6). Após reunião do prefeito com empresários no Ministério Público, as restrições se baseiam em uma escala de risco em quatro níveis, na qual o município está na zona laranja (a segunda de maior risco). Pelo decreto, o comércio de rua vai funciona das 11h às 19h.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.