Assine Já
terça, 15 de junho de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 42644 Óbitos: 1636
Confirmados Óbitos
Araruama 10478 329
Armação dos Búzios 5160 57
Arraial do Cabo 1486 81
Cabo Frio 11383 605
Iguaba Grande 4350 105
São Pedro da Aldeia 5841 254
Saquarema 3946 205
Últimas notícias sobre a COVID-19
irmão procura

Homem não vê irmão há 13 anos e procura ajuda para encontrá-lo

O jovem Gabriel morava em Cabo Frio na única vez que o irmão o viu

07 julho 2015 - 10h24
Homem não vê irmão há 13 anos e procura ajuda para encontrá-lo

Cenas da vida real que parecem vir de um roteiro dramático. Um jovem que só viu o pai duas vezes – logo depois da segunda vez que o viu, em 2003, teve a notícia que o mecânico Aldair Amorim, 55, havia sido assassinado na saída de um comício na Praça Porto Rocha. Um ano antes, Aldair Júlio de Carvalho, o filho que hoje busca um final feliz para esta história, havia conhecido o irmão Gabriel, de apenas dois anos. Desde então, nunca mais teve notícias do mesmo e hoje, aos 27 anos, o porteiro que mora no Gradim, São Gonçalo, tem um único sonho: achar o seu irmão.

– Eu preciso encontrar o meu irmão. Não sei se ele tem o sobrenome do nosso pai, Amorim, mas acho que o Gabriel deve ter uns 16 anos. Lembro que ele morava numa rua sem saída no centro. Era a última casa da rua e lembro bem porque o dia que conheci meu irmão foi o melhor da minha vida – se emociona Aldair.

A rua a que ele se refere é uma travessa sem saída e sem nome, que fica entre as ruas Miguel Couto e Antônio Feliciano de Almeida, no Centro de Cabo Frio. Segundo a memória do Aldair, o pai morava lá com a esposa – a mãe do irmão Gabriel, mas ele não sabe o nome dela.

– Eu tenho poucas informações, só sei que a irmã da viúva do meu pai trabalhava no Charitas, o nome dela era Janete, e era filha de uma senhora chamada Dona Assunção. Eu passei anos sem saber o que fazer para achar meu irmão, agora conto com a Folha para realizar meu sonho.

Se você souber de alguma informação sobre o Gabriel, filho do senhor Aldair Amorim, entre em contato com a redação da Folha dos Lagos através do e-mail [email protected] ou envie-nos um WhatsApp 22 99971 7556.

*A única foto que Aldair tem do irmão: Gabriel quando tinha apenas dois anos.