Assine Já
sábado, 15 de maio de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
16ºmin
Alerj
Alerj
TEMPO REAL Confirmados: 38271 Óbitos: 1463
Confirmados Óbitos
Araruama 9632 300
Armação dos Búzios 4705 57
Arraial do Cabo 1332 69
Cabo Frio 10222 542
Iguaba Grande 3800 93
São Pedro da Aldeia 5306 227
Saquarema 3274 175
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Guardas ambientais se reúnem para abertura do defeso da Lagoa de Araruama

Reunião foi promovida pelo Consórcio Lagos São João para disponibilizar material de apoio à fiscalização

01 agosto 2019 - 10h22
Guardas ambientais se reúnem para abertura do defeso da Lagoa de Araruama

Guardas ambientais de cinco cidades no entorno da Lagoa de Araruama e agentes da Unidade de Policiamento Ambiental (Upam) se reuniram, nesta quarta-feira (31), para a abertura do período de defeso, que vai do dia 1º de agosto ao dia 31 de outubro. 

A reunião foi para disponibilizar o material aprovado pelo Comitê de Bacia Hidrográfica para dar apoio à fiscalização durante a proibição da pesca no ecossistema. Também foram prestadas informações aos pescadores sobre a proposta de separação do defeso da Lagoa de Araruama em duas partes, sendo um período exclusivo para o defeso do camarão e outro para as demais espécies.. 

Estiveram presentes representantes de entidades de pesca, das prefeituras de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Arraial do Cabo, Iguaba Grande e Araruama, além da Upam e da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj). 

"Neste ano estamos conseguindo atender a solicitação do Comitê de Bacia, destinando material de apoio à fiscalização com a disponibilização de combustível, estrutura de trabalho e alimentação para os fiscais", disse a secretaria executiva do Consórcio Lagos São João, Adriana Saad. 

O Comitê de Bacia Hidrográfica pediu R$ 71,1 mil para apoio à fiscalização. O recurso foi captado pelo Consórcio junto ao Fundo de Recursos Hídricos (FUNDRHI), do Instituto Estadual do Ambiente.

"O Comitê tem essa função de fazer uma gestão democrática e aprovar políticas públicas voltadas para o desenvolvimento da pesca na região. O defeso da lagoa é um período importante para a reprodução das espécies. A fiscalização irá atuar tanto no controle da pesca como nos casos de esgotos lançados irregularmente na lagoa", disse o presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João, Leandro Coutinho. 

Na ocasião, pescadores presentes voltaram a pedir a separação do defeso em duas partes. O presidente da Câmara Técnica de Pesca do Comitê de Bacia, Francisco Guimarães (Chico Pescador), explicou que a mudança foi solicitada e está sob análise do Ministério do Meio Ambiente e na Superintendência de Pesca do Governo Federal.

"Estamos todos neste objetivo comum, que é a separação do defeso em duas partes. Isso é o ideal e nós já fizemos a solicitação. Sem dúvida é uma medida que vai beneficiar o pescador", afirmou Chico.

Representando o prefeito de São Pedro Aldeia, Cláudio Chumbinho, que é o presidente do Consórcio Lagos São João, o secretário municipal de Governo, Eronildes Bezerra, pediu união pela lagoa. 

"Esse é o momento de estarmos unidos e buscando o bem da lagoa, que é fundamental para a sobrevivência de tantas famílias. Convido os pescadores para uma reunião na semana que vem, porque acredito que é preciso diálogo para conseguirmos avançar na proteção da lagoa. O prefeito Chumbinho está empenhado em acelerar o processo no Governo Federal para a separação do defeso em duas partes", declarou Eronildes.