Assine Já
domingo, 05 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53720 Óbitos: 2188
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6584 73
Arraial do Cabo 1754 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5572 147
São Pedro da Aldeia 7051 290
Saquarema 4641 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
O ESCOLHIDO

Guarda-parques assume chefia do Parque Estadual da Costa do Sol

Ranieri Ribeiro é nomeado para o cargo, que ficou vago por mais de dois meses

04 setembro 2020 - 20h31Por Paulo Roberto Araújo (colaboração)

Saiu de casa o nome para comandar o Parque Estadual da Costa do Sol (PECS), que é o maior parque segmentado do Brasil. Formado em gestão ambiental e guarda-parque do INEA, Ranieri Ribeiro vai suceder Marcelo Morel no comando do PECS, que abrange áreas de proteção integral em Saquarema, Araruama, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo e Búzios. O parque tem cerca de um milhão de metros quadrados.

Morador de Cabo Frio, o novo gestor do PECS tem como grande desafio tirar do papel o Plano de Manejo, que ficou pronto no ano passado, sob pressão da Justiça, mas ainda não foi colocado em prática. O plano define as áreas que podem ser exploradas pelo turismo, como é o caso do Morro do Vigia, no Peró. Em contato com os Amigos do Peró, Ranieri disse que não poupará esforços para ordenar as trilhas no local.

– Espero que o novo gestor do PECS atue de forma técnica, seja imune às influências político-partidárias e avance na gestão, sempre em parceria com Conselho Consultivo – comentou o biólogo Roberto Noronha.

Marcelo Morel elogiou a atuação de Ranieri no PECS, disse que ele é um bom técnico e que será beneficiado com a chegada de recursos:

– Deixamos algumas sementes. Ranieri será o primeiro gestor a receber o parque com o sistema ambiental funcionando. O parque estava interditado e não podia receber verbas. Agora pode. Já existem projetos prontos para sinalização de trilhas com recursos do Ministério do Turismo – disse Morel.

O biólogo Octávio Menezes, dos Amigos do Peró, aplaudiu a escolha de um agente ambiental para comandar o PECS e apelou, em nome do grupo, que a direção do parque dê mais atenção ao Peró, onde estão áreas do PECS e da Apa do Pau-Brasil, por terem rica biodiversidade e serem as áreas mais procuradas por turistas e trilheiros:

– Esperamos que o novo gestor dê continuidade ao trabalho de Marcelo Morel, que ficava mais em campo do que no escritório. Ele fez um bom trabalho de controle de invasões nas áreas protegidas. Aqui no Peró há anos reclamamos da presença mais efetiva dos guarda-parques – apelou o biólogo.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.