Assine Já
domingo, 24 de outubro de 2021
Região dos Lagos
27ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
FOGO INIMIGO

Guarda Ambiental registra média de um incêndio a cada dois dias em São Pedro da Aldeia

Levantamento é feito com base nas ocorrências atendidas pelo órgão municipal

05 fevereiro 2021 - 18h45Por Redação

O Grupamento Ambiental de São Pedro da Aldeia atendeu a pelo menos dez chamados de combate a focos de incêndio nos últimos 20 dias, o que corresponde a média de uma ocorrência a cada dois dias. Apesar de o combate a queimadas não ser de competência do órgão, o grupamento atua para sanar os episódios e evitar a destruição da flora e fauna das áreas atingidas. Em outras ocasiões, também é dado apoio aos agentes do Corpo de Bombeiros. 

Parte das ocorrências acontecem em Área de Proteção Permanente (APP), como a queimada que atingiu a vegetação da Praia da Salina nesta semana. Do dia 16 de janeiro ao dia 3 de fevereiro, foram registrados focos nos bairros Recanto do Sol, Balneário São Pedro, Parque Dois Meninos, Poço Fundo, Jardim das Acácias e Praia da Salina. 

A origem dos incêndios é incerta, mas a população pode contribuir com o trabalho de preservação tomando alguns cuidados. É importante não descartar guimbas de cigarro em áreas que possam gerar fogo em vegetação, principalmente em épocas de seca. Outro problema é a queima de lixo em terrenos baldios, que se espalha e acaba se aproximando das residências.  

Segundo o chefe da Guarda Ambiental, Marco da Conceição, as queimadas acabam tomando grandes proporções nessa época do ano. "É importante que a população tenha em mente que, apesar de comuns, os incêndios na região não costumam acontecer de forma natural e sim criminosa. Tomam grandes proporções devido ao tempo seco", explicou. 

Para denunciar queimadas e solicitar o apoio da Guarda Ambiental, os cidadãos podem ligar para o 153. De acordo com o art. 41 da Lei 9.605/98, provocar incêndio ou condutas lesivas ao meio ambiente é crime ambiental. Se o crime for culposo, a pena é de detenção de seis meses a um ano, além de multa.

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.