Assine Já
sexta, 18 de setembro de 2020
Região dos Lagos
30ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7483 Óbitos: 397
Confirmados Óbitos
Araruama 1452 99
Armação dos Búzios 466 10
Arraial do Cabo 201 13
Cabo Frio 2467 130
Iguaba Grande 622 34
São Pedro da Aldeia 1153 50
Saquarema 1122 61
Últimas notícias sobre a COVID-19
greve de fome agentes buzios

Greve de fome de agentes de Buzios já dura 28 horas

Eles passaram a noite acampados na Prefeitura e continuam acorrentados

25 junho 2015 - 10h50
Greve de fome de agentes de Buzios já dura 28 horas

Já passa de 28 horas a greve de fome dos servidores Marcio Pereira Gomes e Anderson Torres, que são Guardas Marítimos da Prefeitura de Búzios. Eles passaram a noite acampados e acorrentados na sede do administrativo. Eles foram demitidos após a conclusão de um processo administrativo e acusam o órgão de perseguição. 

Os agentes se recusaram a obedecer uma ordem para entrar no Mangue de Pedra, no bairro da Rasa, há um ano. De acordo com os servidores, o governo não oferecia o equipamento necessário para acompanhar o reflorestamento no local. A desobediência foi classificada como insubordinação grave. De acordo com Márcio Pereira, a exoneração é perseguição política devido ao comportamento subversivo de alguns agentes.

– Já nos manifestamos contra a falta de estrutura oferecida pelo Governo Municipal. Também aparecemos na mídia e, coincidência ou não, sofremos essa perseguição política. Pedimos por mais capacitação dos guardas e mais instrução também. Mas parece que o único objetivo da Prefeitura é acabar com a fiscalização na cidade. A situação está muito complicada por conta da greve de fome. Só devo sair de maca daqui – lamentou o grevista.