Assine Já
sábado, 04 de julho de 2020
Região dos Lagos
23ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos: 325 Confirmados: 2996 Óbitos: 179
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 260 584 40
Armação dos Búzios X 250 6
Arraial do Cabo 11 73 11
Cabo Frio X 943 58
Iguaba Grande 13 207 20
São Pedro da Aldeia 24 455 16
Saquarema 17 484 28
Últimas notícias sobre a COVID-19
greve de fome agentes buzios

Greve de fome de agentes de Buzios já dura 28 horas

Eles passaram a noite acampados na Prefeitura e continuam acorrentados

25 junho 2015 - 10h50
Greve de fome de agentes de Buzios já dura 28 horas

Já passa de 28 horas a greve de fome dos servidores Marcio Pereira Gomes e Anderson Torres, que são Guardas Marítimos da Prefeitura de Búzios. Eles passaram a noite acampados e acorrentados na sede do administrativo. Eles foram demitidos após a conclusão de um processo administrativo e acusam o órgão de perseguição. 

Os agentes se recusaram a obedecer uma ordem para entrar no Mangue de Pedra, no bairro da Rasa, há um ano. De acordo com os servidores, o governo não oferecia o equipamento necessário para acompanhar o reflorestamento no local. A desobediência foi classificada como insubordinação grave. De acordo com Márcio Pereira, a exoneração é perseguição política devido ao comportamento subversivo de alguns agentes.

– Já nos manifestamos contra a falta de estrutura oferecida pelo Governo Municipal. Também aparecemos na mídia e, coincidência ou não, sofremos essa perseguição política. Pedimos por mais capacitação dos guardas e mais instrução também. Mas parece que o único objetivo da Prefeitura é acabar com a fiscalização na cidade. A situação está muito complicada por conta da greve de fome. Só devo sair de maca daqui – lamentou o grevista.