sexta, 02 de junho de 2023
sexta, 02 de junho de 2023
Cabo Frio
21°C
Geral

Gratuidade: 10 motivos para trocar sua parabólica tradicional pelo modelo digital

No estado do Rio, 408 mil famílias de baixa renda, de 71 cidades, podem solicitar a substituição gratuita do equipamento

25 maio 2023 - 07h14Por Redação
Gratuidade: 10 motivos para trocar sua parabólica tradicional pelo modelo digital

Quem usa parabólica tradicional para assistir à TV já deve ter ouvido falar sobre a necessidade de substituí-la pela nova parabólica digital. Mas você sabe por que é importante realizar a troca dos equipamentos? A instalação da antena mais moderna é necessária porque, em breve, as parabólicas tradicionais deixarão de funcionar. Quem não fizer a substituição pode enfrentar interferência na imagem, como chuvisco e chiados, e até mesmo a perda de sinal de TV. Só no estado do Rio de Janeiro, 408 mil famílias de 71 cidades entre capital, região metropolitana e interior podem se beneficiar com a iniciativa Siga Antenado, criada pela Anatel, que está fazendo essa troca de forma gratuita.

A nova parabólica digital tem muitas vantagens. A Siga Antenado listou cinco motivos para a fazer a substituição para o modelo digital o quanto antes. Confira abaixo:

1. Troca gratuita:  o kit da antena digital e a instalação são sem custo para famílias de menor renda inscritas em programas sociais do Governo Federal - como Auxílio Brasil, Pronatec, Carteira do Idoso, entre outros - e que já tenham a antena parabólica tradicional em pleno funcionamento no momento da visita dos técnicos;

2. Tecnologia: trata-se de um equipamento mais moderno. A nova parabólica digital tem recursos semelhantes aos da TV a cabo, como a possibilidade de conferir toda a programação diária do canal pelo controle remoto.

3. Melhor qualidade: quem já fez a troca do equipamento pode comprovar que a qualidade de som e de imagem é muito superior em relação à parabólica tradicional. A melhoria é percebida até mesmo em televisões mais antigas.

4. Novos canais: outra grande vantagem é a maior oferta de canais. Mais de 100 canais de TV e estações de rádio já operam na frequência da Banda Ku, com uma programação diversificada, com conteúdo religioso, de notícias, educação, filmes e séries, entre outros.

5. Sinal gratuito: apesar dos benefícios terem aumentado, a programação de TV continuará aberta e gratuita, como sempre foi.

6. Canais sintonizados automaticamente: outra vantagem do equipamento é que os usuários não precisam mais se preocupar em sintonizar novos canais. Sempre que há novidades no satélite, o receptor atualiza a lista de canais automaticamente, poupando tempo e deixando a família sempre por dentro de tudo.

7. Canais regionais: a nova parabólica digital dá acesso a canais regionais de diversas cidades do Brasil. A melhor parte é que essa lista vai crescer nos próximos meses, chegando a estados e cidades que, até então, só tinham acesso à programação nacional pela parabólica.

8. Padronização: uma queixa comum entre os usuários da parabólica tradicional é em relação à numeração e aos nomes dos canais. Fica difícil, por exemplo, indicar um programa para um amigo ou familiar, pois em cada receptor os canais têm um número e até um nome diferente. Na nova parabólica digital, os nomes e números dos canais seguem um padrão em todos os aparelhos.

9. Fim dos chuviscos: com a nova parabólica digital, os usuários não têm mais que lidar com chuviscos e outras interferências causadas pelo 5G, que opera na mesma faixa da parabólica tradicional. Além disso, a imagem, de melhor qualidade, é transmitida sem sobras e chiados.

10. Antena de tamanho menor: a redução do tamanho da antena é outra novidade. As novas parabólicas digitais podem ter entre 60 cm e 90 cm de diâmetro, enquanto as parabólicas tradicionais chegavam a 1,5 m. Uma economia de espaço que facilita também a mobilidade do equipamento em mudanças.

Equipamento e instalação de graça

A instalação da nova parabólica digital é feita pela Siga Antenado, entidade criada por determinação da Anatel. A troca é gratuita para famílias de baixa renda, inscritas em algum programa social do governo federal, e que têm a parabólica tradicional em pleno funcionamento na residência. Para verificar se tem direito ao kit gratuito, a população deve acessar o site sigaantenado.com.br ou ligar gratuitamente para 0800 729 2404 com o CPF ou NIS em mãos.

Como fazer o agendamento para instalação gratuita do equipamento?

Para saber se têm direito à instalação gratuita, beneficiários de programas sociais devem acessar o site sigaantenado.com.br. No lado direito e no alto da tela, clique no botão “Programa de Distribuição de Kit”. Na tela que surgir, informe o NIS (Número de Identificação Social) ou CPF. Se a distribuição já tiver começado em sua cidade e seu nome estiver na lista, preencha um questionário para que nossa equipe verifique se está apto a fazer o agendamento. Outra opção é ligar para o ligar para 0800 729 2404.

Não tenho direito ao kit gratuito. O que fazer?

Quem tem a parabólica tradicional e não tem direito ao kit gratuito, deve procurar lojas de eletrônicos ou os antenistas que atuam em sua região. Eles poderão dar toda a orientação necessária para a aquisição e instalação da nova parabólica digital e do receptor adequado para a banda Ku.

Apenas quem assiste TV pela parabólica tradicional precisa substituir os equipamentos pela nova parabólica digital, inclusive o receptor. Mas quem já assiste TV pelo sinal digital terrestre (antena espinha de peixe), pela parabólica digital, por streaming (internet) ou é cliente de TV paga, não precisa fazer nada, pois não sofrerá qualquer impacto pela mudança.