Assine Já
sábado, 19 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7728 Óbitos: 407
Confirmados Óbitos
Araruama 1514 100
Armação dos Búzios 468 10
Arraial do Cabo 215 13
Cabo Frio 2528 136
Iguaba Grande 640 34
São Pedro da Aldeia 1213 50
Saquarema 1150 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Grande quantidade de peixes mortos na areia impressiona banhistas na Praia do Forte

Segundo ambientalista, causa é o descarte de espécies sem valor comercial

29 agosto 2015 - 14h57
Grande quantidade de peixes mortos na areia impressiona banhistas na Praia do Forte

Os banhistas que queriam aproveitar a manhã de sol na Praia do Forte, na altura do Lido, em Cabo Frio, neste sábado (29), tiveram uma desagradável surpresa, pois precisaram encontrar espaço à beira do mar, ou desviar, de centenas de peixes mortos, em sua maioria da espécie baiacu-bola. Além do aspecto visual ruim, os frequentadores precisaram encarar o mau cheiro exalado dos animais. Segundo o ambientalista Daniel Ribeiro, a causa do problema é o descarte inadequado dos peixes, considerados de baixo valor comercial, capturados nas redes de arrasto. Jogados ao mar, são levados pela correnteza até chegar às margens da praia.

– É preciso um trabalho de conscientização ambiental, assim como promover uma destinação a essas espécies que não possuem interesse econômico e delimitação da área para as redes de arrasto, distantes das orlas das praias. Infelizmente, a grande maioria dos pescadores não têm uma orientação do que fazer e acabam por descartar no mar essas espécies. Sem dúvida, educação é a palavra-chave – afirma Daniel Ribeiro.