Assine Já
segunda, 28 de setembro de 2020
Região dos Lagos
35ºmax
20ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8099 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 487 10
Arraial do Cabo 248 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 684 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
salários

Governo diz que pretende pagar funcionalismo municipal até o dia 17

Enquanto isso, prefeitura trabalha em edital para leilão da folha de pagamento

08 novembro 2017 - 09h59Por Rodrigo Branco I Foto: Arquivo Folha
Governo diz que pretende pagar funcionalismo municipal até o dia 17

Hoje é o quinto dia útil do mês, mas nenhum servidor da Prefeitura de Cabo Frio receberá o salário de outubro, de acordo com o secretário municipal de Fazenda, Clésio Guimarães Faria, que ontem esteve em uma audiência no Ministério Público com o prefeito Marquinho Mendes, o secretário de Educação, Alessandro Teixeira e entidades sindicais. A pauta da reunião foi pagamento. 

O secretário espera a entrada de recursos para pagar os vencimentos dos funcionários da Educação até depois de amanhã. Clésio disse ainda que espera quitar a folha de pagamento até o próximo dia 17, com dez dias de atraso, porém antes do dia 20, como vinha sendo nos meses anteriores. 

– Estamos com esperança de pagar isso até o dia 17. Fizemos uma engenharia financeira, onde deixamos de gastar até em coisas consideradas prioritárias – disse Clésio.

Conforme a reportagem da Folha antecipou na semana passada, o governo pretende leiloar a folha de pagamento  da prefeitura com o forma de levantar recursos para depositar o 13º salário de 2017 ao funcionalismo. Atualmente é o Banco do Brasil que gere as contas da administração direta municipal. 

Segundo o prefeito Marquinho Mendes, essa é ‘única saída’ para garantir o pagamento da gratificação natalina aos funcionários públicos municipais.

– Por isso estou me dedicando bastante junto com meu grupo de trabalho para formatar o edital de licitação. Amanhã (hoje), quero finalizar esse edital. É uma corrida contra o tempo porque se há uma luz no fim do túnel, queremos aproveitá-la – disse Marquinho.

Como era de se esperar, as representações de servidores não gostaram nada da notícia de que vão continuar de bolso vazio.

Em sua página no Facebook, o Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos) indica que a próxima assembleia da categoria, nesta sexta-feira, deve decidir por uma nova paralisação. Já o SindSaúde, o Sindicaf e a Associação dos Fiscais Municipais (AFM) deixaram indicado em agosto que farão greve toda vez que o salário não for depositado.