Assine Já
segunda, 25 de outubro de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
'CADEIRA ELÉTRICA'

Governo Adriano já fez 23 trocas de secretários em 25 meses de mandato

Cultura e Saúde são as pastas recordistas de mudanças, com três

19 agosto 2020 - 20h43Por Rodrigo Branco

Com a saída de Clésio Guimarães da Secretaria de Fazenda de Cabo Frio para a entrada do ex-procurador geral do município Bruno Aragutti, o prefeito Adriano Moreno (DEM) promoveu a 23ª mudança apenas no primeiro escalão, desde o início do seu governo, em julho de 2018. É praticamente uma troca por mês no secretariado desde que assumiu o cargo, após a eleição suplementar.

As pastas recordistas de mudanças foram a Cultura e a Saúde, com três. A primeira começou a gestão com o músico Fernando Chagas, que logo pediu para sair por razões pessoais, dando lugar a Meri Damaceno. A memorialista deixou o cargo de modo polêmico, a contragosto de parte da classe artística, sendo substituída em julho do ano passado, pelo cineasta Milton Alencar Junior, exonerado na última segunda (17).

Na Saúde, a gestão começou com Antonio Macabu. Após controversas declarações à imprensa, o anestesista deu vez a Márcio Mureb. Ainda em 2019, Mureb foi substituído por Carlos Ernesto Dornellas, que saiu este ano e foi substituído pelo policial militar reformado e ex-deputado Iranildo Campos. 

Outras quatro pastas, além da Procuradoria-Geral, tiveram duas mudanças na gestão Adriano: Educação; Fazenda; Governo e Ordem Pública. Ao longo dos últimos dois anos, o prefeito também mexeu, pelo menos uma vez, na titularidade das secretarias de Administração e Mobilidade Urbana, além das presidências da Comsercaf e do Ibascaf. Nem mesmo a recém-criada pasta do Desenvolvimento Econômico escapou do troca-troca: Felipe Pereira ocupa o cargo, que foi de Matheus Mônica, hoje no Governo, que teve como antecessores Duca Monteiro e Miguel Alencar.

Do secretariado original que tomou posse em 18 de julho de 2018, permanecem apenas sete nomes: Marta Maria Bastos (Desenvolvimento Social); José Bulcão (Obras); José Dias (Agricultura); Alberto Corrêa e Castro (Controladoria-Geral); Flávio Rebel (Esporte); Felipe Araújo (Desenvolvimento da Cidade) e Mario Flavio Moreira (Meio Ambiente), sendo que a última era coordenadoria alçada à condição de pasta, após a reforma administrativa do ano passado.

Por razões técnicas, políticas ou pessoais, as trocas continuam, mesmo ocorrendo a quatro meses do fim do mandato, na derradeira tentativa de o governo acertar o passo. A dança das cadeiras acontece em meio a mais uma reestruturação administrativa, que incluiu a demissão de 1.240 servidores comissionados. Entretanto, para observadores  políticos da cidade, as mudanças são interpretadas como um movimento do prefeito para assegurar apoio à sua pré-candidatura à reeleição. 

Uma fonte que conhece os bastidores do governo disse para a Folha que a estratégia é duvidosa.

– Parece que é uma tentativa de manter apenas aqueles que são fiéis, mas a três meses da eleição não acho que vai funcionar. Podem até perguntar "vai me apoiar", e é claro que vai dizer que sim pra manter o emprego, mas depois é diferente – avaliou o interlocutor.

 Questionada sobre as novas alterações, a  Prefeitura de Cabo Frio reafirma que a administração municipal está passando por uma reestruturação para corte de despesas e esclarece que há ressalvas na lei eleitoral quanto a nomeação ou exoneração de cargos em comissão. Ainda segundo o governo municipal, "as prefeituras não estão proibidas de convocar funcionários nesta modalidade caso sejam essenciais para o funcionamento da administração pública".

Confira abaixo, por secretaria, as mudanças feitas desde o começo da gestão Adriano Moreno. O atual titular do cargo está em negrito:

 

Secretaria de Saúde (três mudanças): Antonio Macabu, Marcio Mureb, Carlos Ernesto Dornellas e Iranildo Campos

Secretaria de Cultura (três mudanças): Fernando Chagas, Meri Damaceno, Milton Alencar Jr. e (substituto não anunciado)

Secretaria de Fazenda (duas mudanças): Antonio Carlos Cati Vieira; Clésio Guimarães e Bruno Aragutti

Secretaria de Educação (duas mudanças): Claudio Leitão, Márcia Almeida e Ian de Carvalho

Secretaria de Turismo (duas mudanças): Radamés Muniz, Paulo Cotias e (substituto não anunciado)

Secretaria de Governo (duas mudanças): Duca Monteiro, Miguel Alencar e Matheus Mônica 

Ordem/Segurança Pública (duas mudanças): Fabio Carvalho, Jorge Marge e Leandro Carvalho

Comsercaf (uma mudança): Luiz Claudio Gama e Dario Guagliardi 

Ibascaf (uma mudança): José Renato Almeida e Antonio Damique

Mobilidade Urbana (uma mudança): Marcelo Elizardo e Everaldo Loback

Desenvolvimento Econômico (uma mudança): Matheus Mônica e Felipe Pereira

Procuradoria (uma mudança): Caio Cesar Oliveira, Bruno Aragutti e Renata Perdigão

Secretaria de Administração (uma mudança): Eliceia da Silveira e Paulo Henrique Carvalho de Oliveira

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Estão no secretariado desde o começo do governo José Bulcão (Obras); Mario Flavio Moreira (Meio Ambiente);  Marta Maria Bastos (Desenvolvimento Social); José Dias (Agricultura); Felipe Araújo (Desenvolvimento da Cidade); Flavio Rebel (Esporte) e Alberto Corrêa e Castro (Controladoria-Geral). Kauê Vattimo é o titular da pasta de Gestão Institucional, criada pela reforma administratova do ano passado. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.