Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8438 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1675 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 256 15
Cabo Frio 2775 149
Iguaba Grande 699 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
governo

Governo acaba com construções irregulares na Praia das Dunas

Locais tinham entulho, madeira e abrigavam animais em Cabo Frio

10 fevereiro 2017 - 12h16
Governo acaba com construções irregulares na Praia das Dunas

A operação para ordenar as praias de Cabo Frio removeu mais um acampamento irregular na cidade na manhã desta sexta-feira (9). Desta vez, os fiscais da Prefeitura atuaram na Praia das Dunas, onde encontraram moradias em área de proteção ambiental.

No local também havia entulho, utensílios, madeiras, lonas e até mesmo oito cachorros com um dos residentes. A ação foi realizada pela Coordenadoria de Fiscalização e Posturas e de Meio Ambiente.

De acordo com os fiscais, os barracos foram demolidos e os ‘moradores’ notificados e orientados a deixarem o local. A Superintendência de Defesa dos Animais acompanhou a ação e orientou o dono dos cachorros, que possuía barraca para venda de bebidas na praia, a levar os animais para casa.

As operações de combate às construções irregulares são realizadas desde o início do novo governo. As equipes já atuaram nos bairros Foguete, Montes Brancos e Colinas do Peró. Neste último, cerca de 40 lotes estavam invadidos e foram recuperados pela Prefeitura. No Distrito de Tamoios, os fiscais também recuperaram áreas públicas ocupadas irregularmente na Estrada do Gargoá e na Unidade de Proteção e Conservação do Parque Municipal do Mico Leão Dourado.

As ações de ordenamento acontecem em toda a cidade e quem tiver informações sobre obras irregulares e invasões de áreas públicas ou particulares deve denunciar na Coordenadoria de Assuntos Fundiários. Após a denúncia, uma equipe irá verificar a legalidade a área e, se for comprovada a invasão, a Coordenadoria tomará as medidas cabíveis.