Assine Já
quarta, 28 de julho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 46056 Óbitos: 1864
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5456 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12562 754
Iguaba Grande 4756 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4249 226
Últimas notícias sobre a COVID-19
DECRETOS DE PANDEMIA IGNORADOS

Fiscalização multa estabelecimentos que ultrapassaram horário de funcionamento em Cabo Frio

Outros dois locais foram autuados por causa de descumprimento de notificação e poluição sonora

14 dezembro 2020 - 20h53Por Redação

Em meio à pandemia de Covid-19, as autoridades precisam se desdobrar para fazer cumprir os decretos que estabelecem limite de público e no horário de fechamento em bares e restaurantes de Cabo Frio. Neste fim de semana, uma operação conjunta que envolveu a Prefeitura, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros terminou com estabelecimentos multados por descumprir a determinação de fechamento a uma hora da madrugada. Em alguns dos locais, por volta das três da manhã, ainda havia clientes. 

Uma casa de festas no bairro das Palmeiras promovia um evento com 230 pessoas. O estabelecimento não chegou a ser autuado pela lotação, pois segundo o Corpo de Bombeiros estava dentro do limite de 50% da capacidade estabelecido por decreto estadual, mas não escapou da notificação, por ultrapassar o horário de funcionamento permitido. Em outros seis locais pela cidade, inclusive na Rua Porto Alegre e próximo ao Boulevard Canal, foi constatada a mesma irregularidade.

Outros dois autos de infração foram emitidos, por descumprimento de notificação e poluição sonora. Um deles para um estabelecimento na Avenida Henrique Terra, no Portinho, e outra, na Avenida 13 de Novembro, no Centro. Apesar das autuações, nenhum local foi interditado. As multas aplicadas foram no valor de R$ 2 mil.

Segundo a fiscal do Meio Ambiente Marcella Santana, a desobediência às determinações municipais ocorre em toda a cidade. E nem mesmo o perigo de contágio inibe comerciantes e frequentadores.

– Realmente, o que está acontecendo na cidade é o desrespeito com relação ao horário do decreto e por conta disso gera aglomeração. Estamos no meio de uma pandemia. Cadê o horário reduzido?  –  questiona a fiscal. 

 

 

 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.