Assine Já
sábado, 24 de julho de 2021
Região dos Lagos
24ºmax
13ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 45918 Óbitos: 1853
Confirmados Óbitos
Araruama 11325 353
Armação dos Búzios 5453 57
Arraial do Cabo 1564 87
Cabo Frio 12520 751
Iguaba Grande 4746 114
São Pedro da Aldeia 6144 273
Saquarema 4166 218
Últimas notícias sobre a COVID-19
MEIO AMBIENTE

Fiscalização apreende redes e materiais de pesca irregular na Lagoa de Araruama

Agentes atuam para impedir a pesca proibida durante o defeso, que vai até 31 de outubro

18 setembro 2020 - 18h55Por Redação

Agentes de fiscalização ambiental apreenderam redes e materiais de pesca durante operações nesta semana em municípios no entorno da Lagoa de Araruama. A pesca no ecossistema está proibida em virtude do período de defeso, que vai até o dia 31 de outubro.

Nesta quinta-feira (17), uma operação na Área 3, em Araruama, resultou na apreensão de duas redes de malha. Na quarta (16), na Área 2, no Baixo Grande, em São Pedro da Aldeia, foram apreendidas duas tarrafas, três redes de correnteza e dois covos. Na terça-feira (15), nas Áreas 1 e 2, em Cabo Frio, a fiscalização apreendeu cinco redes de correnteza e uma troia de aproximadamente 80 metros.

Quem é flagrado pescando durante o período do defeso tem o material e o pescado apreendidos, e ainda pode responder por crime ambiental.

Seguindo um acordo entre as cinco cidades do entorno da lagoa, Araruama, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, formulado junto ao Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João, a fiscalização é feita por uma guarda integrada, formada por agentes de todas as cidades.

Para o coordenador da guarda integrada, Roselito Santos, agente da Guarda Ambiental de São Pedro da Aldeia, o respeito às regras de pesca é importante para manter a organização e garantir que não falte pescado na lagoa.

"É um trabalho bastante cansativo, pois estamos ali com frio, chuva, mas que precisa ser feito para proteger a lagoa. Todos queremos ver a lagoa livre de poluição e rica em pescado. Então é importante respeitar as regras de pesca, o que é permitido em cada área, mantendo a organização. Importante destacar que não queremos atrasar o lado de ninguém, mas é fundamental respeitar o defeso, que é a época de reprodução de pescado, para que não falte este alimento no futuro", afirma Roselito.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.