Assine Já
sexta, 18 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 42971 Óbitos: 1659
Confirmados Óbitos
Araruama 10577 334
Armação dos Búzios 5176 57
Arraial do Cabo 1486 82
Cabo Frio 11408 615
Iguaba Grande 4427 107
São Pedro da Aldeia 5868 254
Saquarema 4029 210
Últimas notícias sobre a COVID-19
praia do peró

Filhotes de Tartarura de Couro aparecem na Praia do Peró

Eles foram resgatados por agentes da Coordenadoria de Meio Ambiente de Cabo Frio

11 março 2017 - 11h22
Filhotes de Tartarura de Couro aparecem na Praia do Peró

Uma ação precisa de agentes da Prefeitura de Cabo Frio resgatou cerca de30  filhotes de tartaruga de couro que estavam desorientados nas areias da Praia do Peró,  na noite da última sexta-feira (10). Os filhotes nasceram após a mãe ter depositado os ovos há 55 dias.  Agentes da Coordenadoria do Meio Ambiente foram informados do fato por funcionários da Comsercaf que faziam a limpeza da praia e testemunharam a desova – o fato é raro no litoral do Rio de Janeiro.

Desde então um acompanhamento vinha sendo feito de maneira discreta, para que nada interviesse no andamento natural da eclosão: “nós fomos informados da desova e resolvemos não divulgar e fazer um acompanhamento discreto. A idéia inicial era cercar a área, mas isso chamaria a atenção de curiosos, ainda mais pelo fato de a cidade estar cheia por causa do verão”, afirmou o coordenador do Meio Ambiente, Eduardo Pimenta.

Os filhotes foram transportados e soltos na parte oceânica do Parque da Boca da Barra, pois a desorientação foi causada pelas luzes das habitações próximas à Praia do Peró: “os filhotes se guiam pela luz do nascer do sol e, como na Praia do Peró há muitas casas próximas, as tartarugas estavam indo na direção contraria ao mar”, afirmou Pimenta.

A coordenadoria do Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade alerta aos moradores e turistas que os filhotes podem aparecer nas praias de Cabo Frio e não devem ser importunados.  A atitude a ser tomada, caso algum filhote seja encontrado, é acionar os agentes, pelo e-mail: [email protected]

Ainda segundo Eduardo Pimenta, a desova nas praias de Cabo Frio não é inédita, mas é um fato expressivo “a desova da tartaruga de couro acontece, no Brasil, geralmente no Estado do Espírito Santo. Isso demonstra que nossas águas e praias estão oferecendo melhores condições para a vida marinha”, ressaltou.  A expectativa do coordenador do Meio Ambiente é de que o percentual médio de filhotes sobreviva, e a tartaruga volte a procurar nossas praias para novas desovas.

 

A TARTARUGA DE COURO

 

A tartaruga-de-couro também é conhecida como tartaruga-gigante, tartaruga-de-cerro ou tartaruga-de-quilha. É a maior das espécies de tartarugas e é muito diferente das outras, tanto em aparência quanto em fisiologia. Seu nome científico é Dermochelys coriácea e ela pode chegar a 700  quilos quando adulta. Cada fêmea põe, em média, 110 ovos e pode desovar de forma parcelada em várias praias, numa tentativa de garantir que haja a eclosão e que os filhotes tenham alguma chance de sobrevivência.

 

CENTRO DE TRIAGEM

A desova de uma tartaruga de couro na Praia do Peró pode ser o evento que faltava para Cabo Frio ganhar um Centro de Triagem de Animais silvestres e Marinhos.  O coordenador do Meio Ambiente, Eduardo Pimenta vem tratando de um convênio com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio – para a construção da unidade: “na próxima terça-feira (14) estaremos nos reunindo com uma comissão ICMBio para concluir o processo, escolher o local e assinar o convênio, no valor de um milhão e 800 mil reais”, informou o coordenador.

Cabo Frio foi escolhida para sediar a o Centro de Triagem por estar na rota migratória de diversas espécies de pássaros e animais marinhos: “Cabo Frio é um cabo, como o próprio nome já diz e sua localização, recebendo correntes marinhas polares, entre outras, a coloca na rota dos animais que buscam nossa região para se alimentar, descansar e até se reproduzir.  Por isso temos tantos episódios de baleias, pingüins, lulas gigantes e uma série de pássaros migratórios.  O Centro de Triagem é uma grande conquista não só para a nossa cidade, mas para a natureza”, comemora Pimenta.