Assine Já
quinta, 24 de setembro de 2020
Região dos Lagos
24ºmax
17ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8032 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1614 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 241 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1309 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
desaparecido

Família mineira procura idoso desaparecido na Vila Nova Nova

Homem teria sumido por volta das 18h30 logo após chegada em Cabo Frio 

08 janeiro 2016 - 13h28

Familiares e amigos procuram  por Onildo Alfredo, de 76, mineiro da cidade de Antônio Dias, em Minas Gerais, desaparecido desde o início da noite de quinta-feira (07), na Vila Nova, em Cabo Frio. O grupo chegou ontem para passar férias na cidade e enquanto colocava as malas para dentro o idoso saiu de casa. Ele sofre de Alzheimer e toma medicamento controlado diariamente. Até o momento foram feitas buscas em todo o bairro, hospitais, delegacia e no Instituto Médico Legal, mas até agora ele não foi encontrado. 

– Ninguém como e dorme direito desde ontem por conta do sumiço. A polícia afirma que não pode fazer nada enquanto não se passarem 24 horas. A Guarda Municipal que tentou ajudar passando alerta por rádio para outras viaturas ficarem atentas à descrição dele. Mas fora isso não tivemos nenhuma ajuda dos órgãos oficiais, só da imprensa. Estamos procurando por nossa conta, mas nem sabemos mais onde procurar. Ele não sabe nada, é como uma criança, não deve nem lembrar do nome dele, ainda mais sem tomar o remédio. Estamos muito aflitos – contou Renata Ribeiro 40, que é amiga de longa data da família.

Segundo ela, Onildo vestia camisa azul marinho listrada de vermelho e branco, além de calça preta de moleton da Adidas e tenis quando sumiu. Ele é branco, alto, magro e possui cabelos brancos. Renata contou que Onildo estava no quarto enquanto a família levava as malas para os aposentos e a esposa se dirigia ao toalete. Ao retornar ele não estava no quarto. Ela contou ainda que os quatro filhos, que estariam "desesperados", também realizaram diversas buscas pelo pai, sem sucesso.

Outro amigo da família, Flávio Conceição de Souza, 43, afirmou que todos estão em choque mas que instantes depois de perceberem a falta de Onildo saíram a sua procura, divulgando, inclusive, na mídia local. Mas criticou a falta de solidariedade de algumas pessoas, que ligaram para um programa de rádio passando trote.

– Cada um sai para um lado para procurar tentando cercar todas as possibilidades. Estamos muito preocupados, mas até agora nenhuma informação segura. Hoje recebemos uma ligação afirmando que ele teria dado entrada no Hospital Central de Emergência (HCE) e sido transferido para o Hospital São José Operário (SJO). Fomos aos hospitais com a Assistência Social e descobrimos que era trote. Muita covardia – lamentou Flávio.

Quem tiver informações sobre Onildo, a família pede que entre em contato pelo número 22 99951 6171.