Assine Já
quinta, 09 de julho de 2020
Região dos Lagos
25ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 305 Confirmados: 3286 Óbitos: 192
Suspeitos: 305 Confirmados: 3286 Óbitos: 192
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 266 7
Arraial do Cabo 9 83 11
Cabo Frio X 1016 62
Iguaba Grande 13 218 20
São Pedro da Aldeia 2 517 19
Saquarema 7 528 31
Últimas notícias sobre a COVID-19
Hemolagos

Estoque no Hemolagos está no limite para o fim do ano

Diretor afirma que não vai faltar sangue para emergências, mas pede por doações

28 dezembro 2016 - 07h07Por Rodrigo Branco | foto: Arquivo Folha
Estoque no Hemolagos está no limite para o fim do ano

Problema que se agrava no perío­do de festas de fim de ano, o baixo estoque de sangue é mais uma vez uma preocupação no Hemolagos, o único banco de sangue da região, que fica em Cabo Frio. De acordo com o diretor Marcelo Paiva, o centro de coleta conta atualmente com 18 bol­sas de meio litro, quando o ideal se­ria 40 unidades.

Por causa disso, o fornecimento está restrito aos casos de urgência e emergência, como acidentes auto­mobilísticos e atendimentos a balea­dos. Por enquanto, para o tratamento de câncer e de doenças crônicas, a cessão das bolsas está suspensa. Mas o diretor afirma que, apesar do He­molagos atuar hoje no limite, não há risco de faltar sangue para atender à população, embora reconheça que a situação não é a ideal.

– Para urgência e emergência não vai faltar (sangue) a não ser que haja uma hecatombe, como um aciden­te de grandes proporções. Mas não temos condições de atender às do­enças crônicas no momento. Talvez aumentando as doações a gente vol­te a atender, mas a situação é des­confortável – comenta Paiva.

Para normalizar o quadro, o ban­co de sangue precisa aumentar de um para 20 o número de doadores por dia. Para Marcelo Paiva, a situa­ção econômica e a época do ano de­sestimulam as doações.

– A crise é muito grande e as pes­soas precisam trabalhar. Quem é solidário é o pobre, que nessa época tenta se virar como pode. O dono da empresa não é solidário, o porteiro da empresa é que é – argumenta.

Campanha – A Folha incentiva a doação de sangue e há sete anos realiza a campanha ‘Sangue bom, sou solidário’ para aumentar o esto­que do Hemolagos, o único banco de sangue da Região dos Lagos.

Requisitos para doar:

– Pesar mais de 50 Kg.
– Ter entre 16 e 60 anos.
– Não ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos seis meses.
– Não ter tido hepatite ou doença de Chagas
– Ter tido uma boa noite anterior de sono
– Não é necessário estar em jejum, mas alimentos gordurosos não devem ser consumidos menos de quatro horas antes da doação.