Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
Hemolagos

Estoque no Hemolagos está no limite para o fim do ano

Diretor afirma que não vai faltar sangue para emergências, mas pede por doações

28 dezembro 2016 - 07h07Por Rodrigo Branco | foto: Arquivo Folha
Estoque no Hemolagos está no limite para o fim do ano

Problema que se agrava no perío­do de festas de fim de ano, o baixo estoque de sangue é mais uma vez uma preocupação no Hemolagos, o único banco de sangue da região, que fica em Cabo Frio. De acordo com o diretor Marcelo Paiva, o centro de coleta conta atualmente com 18 bol­sas de meio litro, quando o ideal se­ria 40 unidades.

Por causa disso, o fornecimento está restrito aos casos de urgência e emergência, como acidentes auto­mobilísticos e atendimentos a balea­dos. Por enquanto, para o tratamento de câncer e de doenças crônicas, a cessão das bolsas está suspensa. Mas o diretor afirma que, apesar do He­molagos atuar hoje no limite, não há risco de faltar sangue para atender à população, embora reconheça que a situação não é a ideal.

– Para urgência e emergência não vai faltar (sangue) a não ser que haja uma hecatombe, como um aciden­te de grandes proporções. Mas não temos condições de atender às do­enças crônicas no momento. Talvez aumentando as doações a gente vol­te a atender, mas a situação é des­confortável – comenta Paiva.

Para normalizar o quadro, o ban­co de sangue precisa aumentar de um para 20 o número de doadores por dia. Para Marcelo Paiva, a situa­ção econômica e a época do ano de­sestimulam as doações.

– A crise é muito grande e as pes­soas precisam trabalhar. Quem é solidário é o pobre, que nessa época tenta se virar como pode. O dono da empresa não é solidário, o porteiro da empresa é que é – argumenta.

Campanha – A Folha incentiva a doação de sangue e há sete anos realiza a campanha ‘Sangue bom, sou solidário’ para aumentar o esto­que do Hemolagos, o único banco de sangue da Região dos Lagos.

Requisitos para doar:

– Pesar mais de 50 Kg.
– Ter entre 16 e 60 anos.
– Não ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos seis meses.
– Não ter tido hepatite ou doença de Chagas
– Ter tido uma boa noite anterior de sono
– Não é necessário estar em jejum, mas alimentos gordurosos não devem ser consumidos menos de quatro horas antes da doação.