Assine Já
domingo, 05 de dezembro de 2021
Região dos Lagos
28ºmax
20ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 53752 Óbitos: 2196
Confirmados Óbitos
Araruama 12500 448
Armação dos Búzios 6589 73
Arraial do Cabo 1755 93
Cabo Frio 15618 902
Iguaba Grande 5581 147
São Pedro da Aldeia 7054 290
Saquarema 4655 243
Últimas notícias sobre a COVID-19
Geral

Estado vai mandar 400 PMs para o Carnaval

Deste efetivo, 135 vão patrulhar as ruas de Cabo Frio, segundo a prefeitura 

27 fevereiro 2019 - 09h18
Estado vai mandar 400 PMs para o Carnaval

A Região dos Lagos vai ter 400 policiais militares a mais nas ruas para garantir a segurança da população durante o Carnaval. O número foi divulgado após um encontro do prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno (Rede), com o governador Wilson Witzel (PSC), na noite de anteontem, no Palácio Guanabara. 

Ontem, a prefeitura divulgou que, deste contingente, 135 PMs vão reforçar o patrulhamento nas ruas de Cabo Frio. Eles vão ficar baseados na sede do 25º Batalhão, no Jardim Caiçara e serão distribuídos em pontos considerados estratégicos como a orla da Praia do Forte, que vai receber o desfile de blocos em um trecho dela; a Praia do Peró; a Ilha do Japonês; a Rua dos Biquínis, a Rodoviária Alexis Novellino; o Boulevard Canal e o Segundo Distrito.

Além dos policiais militares, serão enviados para o trabalho dez viaturas e oito motos para ajudar no policiamento. A diretora social do Conselho Comunitário de Segurança (CCS) da Área de Segurança Pública (Aisp) 25, Patrícia Cardinot, afirmou estar aliviada com a decisão do governador. Ela destacou ação do CCS durante a visita de Witzel ao Aeroporto Internacional de Cabo Frio, em janeiro. Naquela ocasião, Patrícia entregou um ofício ao governador pedindo, entre outras coisas, o reforço de segurança durante o período de folia. 

– Fico muito feliz pelo governador atender a uma solicitação que foi feita, por meio de um ofício entregue a ele, por mim mesma, que incluía o CCS, a Federação das Associações de Moradores (Famocaf), em que estava na condição de diretora; a Centro Forte (Associação dos Moradores do Centro de Cabo Frio), da qual sou presidente. Fiz esse ofício solicitando 200 homens, mais 20 viaturas, seis motos e seis quadriciclos porque a gente necessita muito desse efetivo. Fico muito grata pela atenção dele, que foi reforçada por essa ida do prefeito Adriano. Ele dobrou essa vinda de efetivo, que já é normalmente reforçado todo ano no Carnaval. O comandante do 25º Batalhão, tenente-coronel (Roberto) Dantas vai saber direcionar sabiamente esse efetivo, com total profissionalismo e muita competência – comentou a empresária.

A rede hoteleira de Cabo Frio espera a chega de aproximadamente 750 mil turistas durante os dias de Carnaval, o que motivou a preocupação do governo em garantir a segurança de moradores e visitantes. Na semana passada, Adriano havia enviado um ofício a Witzel para reforçar pedido por mais segurança durante a folia de Momo. A prefeitura já anunciou o seu próprio esquema de ordem pública para a festa 9veja matéria na página 6). Nas mídias oficiais do governo, o prefeito demonstrou preocupação com o assunto.

– Nós tivemos o réveillon mais tranquilo de todos os tempos em Cabo Frio. Nenhuma ocorrência foi registrada na orla da Praia do Forte, local de maior concentração de pessoas durante as festividades. Por isso, existe a expectativa de que esta tranquilidade se repita no Carnaval, o que aumenta e muito a nossa responsabilidade e a nossa preocupação com a população e com os turistas – afirmou.

De olho no turismo de excursão, Patrícia Cardinot aposta na quantidade de agentes de segurança nas ruas para coibir a criminalidade.

– A cada ano, os cariocas fogem da violência e vêm para nossa região. Como ela tem algumas das praias mais bonitas do Brasil, é também uma das mais procuradas. Naturalmente, ficamos com as praias lotadas e precisamos não apenas desse reforço de efetivo, mas também que a Prefeitura dê uma atenção, colocando a Postura e a Guarda Municipal na rua, porque precisamos de uma ostensividade para inibir as ações de roubo e furtos na nossa região – finaliza a diretora social do CCS.