Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
escolas

Escolas de Cabo Frio na mira dos bombeiros

Exigências do Ministério Público determinam que Rui Barbosa passará por obras para readequação

31 outubro 2017 - 10h08Por Rodrigo Branco
Escolas de Cabo Frio na mira dos bombeiros

As escolas da rede municipal de Cabo Frio deverão passar, em breve, pelo crivo do Corpo de Bombeiros com relação às suas instalações e as condições de segurança. Com o intuito de montar um cronograma de ação, o comando do 18º Grupamento de Bombeiro Militar (18º GBM) já vem se reunindo com representantes do Ministério Público (MP).

A primeira unidade a se tornar alvo da recente rigidez das autoridades foi o tradicional Rui Barbosa, no Centro. Há pouco tempo, o colégio correu o risco de ser interditado, mas após uma reunião entre a direção da escola, representantes da secretaria do Educação, dos Bombeiros e o promotor na sede do MP, foi definida uma série de responsabilidades a serem tomadas.

A escola, que funciona em um imóvel antigo, terá que passar por obras de adaptação, uma vez que não possui, por exemplo, saídas de emergência. Por sua vez, os funcionários da unidade terão que passar por treinamentos ministrados pelos Bombeiros.

– Fizeram uma denúncia anônima contra a escola, por causa de falta de escadas de incêndio. Ela ia ser interditada. O MP fez uma audiência, o promotor foi muito bacana. Foi negociado de ficar no prédio até dezembro – comentou a diretora do Rui, Márcia Alves. 

Apesar das determinações da Promotoria de Tutela Coletiva, as entidades ainda precisam se acertar quanto ao cronograma. De acordo com o secretário de Educação, Alessandro Teixeira, um projeto já foi feito e entregue aos Bombeiros, que agora precisam definir se as intervenções poderão ser feitas com a unidade em funcionamento.

– A contratação da empresa depende de uma análise para discutir a possibilidade de realizar as obras sem as turmas de lá . O Corpo de Bombeiros tem que emitir esse laudo – disse Teixeira.

O comandante do 18º GBM, tenente-coronel Cássio Capelli, afirmou que a iniciativa de inspecionar o Rui Barbosa foi do próprio Ministério Público.

– O MP é que está à frente disso. Haverá uma série de intervenções (no Rui) por orientação do MP para que a escola sofre adequações. Quanto aos treinamentos, estamos aguardando um representante da escola no quartel para traçar essas datas – afirmou Capelli.

Rui não terá turmas  noturnas em 2018

Seguindo plano fechado no começo deste ano para a redução gradual das novas matrículas no Ensino Médio, para 2018, haverá mais uma redução de 35% nas vagas para o 1º ano. No caso do tradicional colégio Rui Barbosa, isso vai significar a extinção do turno da noite, de acordo com a diretora da instituição, Márcia Alves. Em um período que já houve nove turmas, restaram apenas duas, com 60 alunos no total, em 2017. Alguns deles terão que migrar para rede estadual.

– Como a gente foi proibido de abrir as turmas, não vamos abrir nenhuma matrícula noturna. Só teremos turmas de 1º, 2º e 3º anos pela manhã e à tarde – explica a diretora.

De acordo com o secretário de Educação, Alessandro Teixeira, o número de novas vagas a serem disponibilizadas na rede depende do processo de renovação de matrícula, que começa na próxima segunda-feira, dia 6, e vai até o dia 24.

Segundo o secretário, o processo de novas matrículas este ano terá uma grande novidade que é a possibilidade do ‘encaminhamento online’, isto é, de acordo com a conveniência, a família poderá escolher em qual unidade o aluno vai estudar. A medida vale para a transição da pré-escola para o 1º ano; do 5º para o 6º ano e do 9º ano para o Ensino Médio.

– Isso tira a sobrecarga da escola de escolher o que é melhor para o estudante – acredita Teixeira.

 

* Confira matéria completa na edição desta terça (31) da Folha dos Lagos.