Assine Já
domingo, 17 de outubro de 2021
Região dos Lagos
23ºmax
19ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52181 Óbitos: 2123
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6500 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14677 858
Iguaba Grande 5464 140
São Pedro da Aldeia 6968 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
latrocinio

ERRATA: apenas dois foram presos por praticar roubos e latrocínio no Guriri

12 março 2019 - 16h49

Ao contrário do que foi publicado no site da Folha dos Lagos, foram presas apenas duas pessoas da quadrilha que praticava roubos e latrocínios no Guriri. Com base em informações da Polícia Civil, a publicação da Folha, no dia 22 de fevereiro, relatou o envolvimento de uma terceira pessoa, que aparecia em foto com camisa da marca Calvin Klein. Nome e foto foram retiradas da matéria original (https://bit.ly/2HzwFtw). 

Depois de receber queixas de conhecidos do inocente, a reportagem da Folha procurou o delegado da 126ª DP, Sergio Caldas, que emitiu a seguinte nota:

"Em relação ao inquérito policial nº 126-00875/2019, onde foram decretadas as PRISÕES dos nacionais JONAS ROSA HERMÓGENES e LUAN DOS SANTOS OLIVEIRA (vulgo FEIJÃO), pela prática de LATROCÍNIO, devemos ESCLARECER que NÃO foi expedido o Mandado de Prisão em face do suspeito que nas fotos vestia uma camiseta da CALVIN KLEIN.

Não vamos citar o nome todo do até então suspeito em respeito ao conteúdo da citada apuração criminal, visto que NÃO FOI CONFIRMADA sua participação.

Efetivamente quatro Roubadores participaram de várias ações criminosas naquela região entre Cabo Frio e Búzios, os dois já PRESOS (supracitados) e dois em investigação. Além do inquérito 126-00875/2019, temos outros em andamento, cujos números de autores e modus operandi indicam tratar-se da mesma quadrilha. Logo, os dois autores em investigação devem ser identificados nos demais inquéritos.

O jovem com a camiseta da CALVIN KLEIN foi "Reconhecido" por uma Testemunha no início da apuração criminal. ENTRETANTO, duas declarações colhidas de outras Testemunhas nesta data (12/03/2019), indicam que o referido jovem NÃO PARTICIPOU dos crimes em tela, NÃO havendo razão alguma para ser formalmente indiciado.

As investigações continuarão com o objetivo de apurarmos os demais autores que ainda estão em liberdade".

A revida reparação se faz necessária em respeito aos leitores e ao inocente, bem como a seus familiares e amigos.