Assine Já
quarta, 30 de setembro de 2020
Região dos Lagos
28ºmax
19ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8438 Óbitos: 437
Confirmados Óbitos
Araruama 1675 103
Armação dos Búzios 500 10
Arraial do Cabo 256 15
Cabo Frio 2775 149
Iguaba Grande 699 37
São Pedro da Aldeia 1353 54
Saquarema 1180 69
Últimas notícias sobre a COVID-19
epidemia dengue

Epidemia de dengue avança na região

Em Arraial e São Pedro, casos passam de 500 desde o início do ano

23 março 2016 - 10h22
Epidemia de dengue avança na região

O verão já acabou, mas deixou marcas nos hospitais e postos de atendimento da Região dos Lagos. De acordo com a secretaria estadual de Saúde, Arraial do Cabo, São Pedro da Aldeia e Iguaba Grande estão na lista de 30 cidades do estado do Rio de Janeiro que estão com epidemia de dengue. No município cabista, já são 581 anotações, enquanto em São Pedro o número oficial é de 520 casos. Pela estatística do governo estadual, já foram registrados em todo o estado, apenas nos dois primeiros meses do ano, 21.652 casos da doença contra 6.284 em 2015.

No entanto, segundo especialistas, os dados podem representar distorção em função da grande incidência da zika e da chikungunya, doenças também transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e que na fase inicial apresentam sintomas semelhantes aos da dengue, fato que pode dificultar o diagnóstico e incidir na quantidade de notificações. De toda forma, a situação preocupa as autoridades sanitárias, sobretudo pelo fato de que o mês considerado crítico para a transmissão da doença é abril, por causa das chuvas e das temperaturas mais baixas, propícias para os vetores.

Além dos três municípios da Baixada Litorânea, a secretaria estadual de Saúde informa que enfrentam situação epidêmica Bom Jesus de Itabapoana, Cardoso Moreira, Italva, Laje do Muriaé, Natividade, Porciúncula, Santo Antonio de Pádua e Varre e Sai (Noroeste Fluminense); Cantagalo, Carmo, Cordeiro, Macuco, São Sebastião do Alto e Sumidouro (Região Serrana); Barra do Piraí, Itatiaia, Pinheiral, Piraí, Porto Real, Resende, Valença e Volta Redonda (Médio Paraíba); Areal, Mendes, Paty do Alferes e Sapucaia (Centro Sul); Conceição de Macabu (Norte Fluminense).

Secretarias prometem aumentar a prevenção

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Arraial do Cabo informa que “tem realizado ações constantes de combate ao mosquito Aedes aegypti. Cem por cento dos bairros já foram visitados pelos agentes de endemia e de saúde, com o apoio, inclusive, das forças armadas. Somente este ano foram inspecionados 23. 674 imóveis na cidade. No período de novembro e dezembro de 2015 foram cerca de 13 mil imóveis visitados”.

Segundo a assessoria da pasta, “através do Departamento de Vigilância em Saúde tem sido feitos dois mutirões semanais, com aplicação do larvicida onde há focos do mosquito. As campanhas educativas com distribuição de panfletos informativos e carro de som também dão reforço ao combate ao mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.”

A secretaria informou ainda que intensificará as ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue, mas lembra que a participação da população é “imprescindível para a eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti. As denúncias sobre possíveis focos do mosquito podem ser feitas pelo telefone (22) 2622-0141.

Do mesmo modo, a Secretaria de Saúde de São Pedro afirma que “está realizando ações de Controle de Vetores diariamente com visitas domiciliares de tratamento químico e eliminação de possíveis focos do Aedes Aegypti”. Segundo a pasta, os locais onde houve notificação informada pelas unidades de saúde estão recebendo bloqueio, além de carros fumacê em re- gime de rodízio, a fim de con- templar os bairros com maiores incidências.