quarta, 21 de fevereiro de 2024
quarta, 21 de fevereiro de 2024
Cabo Frio
24°C
park logs
Enel

Enel aponta ligação irregular após corte de energia da Prefeitura

Por falta de pagamento, fornecimento foi interrompido na semana passada em 17 unidades municipais

31 outubro 2019 - 20h56
Enel aponta ligação irregular após corte de energia da Prefeitura
A Enel, concessionária de energia elétrica que atende a Região dos Lagos, confirmou ontem ter flagrado ligações irregulares de energia em duas praças públicas de Cabo Frio, que teriam sido feitas pela Prefeitura.
 
Segundo a Enel, as ligações irregulares foram feitas na Praça de São Cristóvão e na Praça do Teatro Municipal. A energia foi ligada sem autorização após a concessionária ter cortado o fornecimento de energia por falta de pagamento.
 
O corte foi feito na semana anterior, e atingiu 17 unidades da Prefeitura de Cabo Frio.
 
“Técnicos da Enel Distribuição Rio flagraram  as ligações irregulares de energia em duas praças públicas de Cabo Frio - Praça de Esportes (São Cristóvão) e Praça do Teatro Municipal. As ligações irregulares foram desfeitas no momento da operação. No dia 25/10, a distribuidora cortou o fornecimento de energia de 17 unidades pertencentes ao município de Cabo Frio em razão de dívidas da prefeitura com a empresa. As duas praças estavam entre os locais que tiveram o serviço interrompido por causa dos débitos da prefeitura. A Enel reforça que somente tomou a decisão de interromper o abastecimento de energia nas unidades mencionadas após tentar negociar o débito com a prefeitura em diversas ocasiões. Quando o cliente efetua uma ligação irregular após o corte do fornecimento de energia, a regulação estabelece que a distribuidora suspenda imediatamente o fornecimento e cobre todos os custos envolvidos nessa operação”, diz a nota da concessionária.
 
Procurada pela reportagem, a Prefeitura de Cabo Frio disse por nota que “está trabalhando e buscando recursos para a solução dos cortes de energia em prédios públicos de Cabo Frio”. Questionada novamente sobre a ligação irregular em locais que tiveram a energia cortada, a Prefeitura não enviou resposta.
 
Nem a Enel nem a Prefeitura divulgaram o valor da dívida do município com a concessionária. Em agosto, quando houve uma série de cortes de energia de repartições da Prefeitura cabofriense, a Enel informou que a dívida estava em R$ 15 milhões. Já o governo municipal informou que reconhecia o valor de R$ 9,9 milhões.
 
Também em agosto, outra ligação irregular feita pela Prefeitura foi denunciada pela Enel. Na ocasião, a concessionária descobriu uma ligação irregular no posto de saúde do bairro Itajuru. 
 
A descoberta ocorreu após o corte na energia elétrica do Ginásio Poliesportivo Alfredo Barreto, no mesmo bairro. Segundo a Enel, o posto de saúde utilizava a energia do ginásio, o que é irregular, embora não se trate de um “gato” pois o consumo estava sendo registrado. A Prefeitura informou que, após a denúncia, pediu uma ligação própria para o posto de saúde.