Assine Já
sábado, 08 de maio de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
20ºmin
Tropical
Tropical mobile
TEMPO REAL Confirmados: 37344 Óbitos: 1418
Confirmados Óbitos
Araruama 9540 293
Armação dos Búzios 4603 57
Arraial do Cabo 1313 69
Cabo Frio 9865 521
Iguaba Grande 3733 92
São Pedro da Aldeia 5088 214
Saquarema 3202 172
Últimas notícias sobre a COVID-19
Esvaziando o balneário

Empresas de turismo levam mais de mil visitantes de Búzios para o Galeão

Dezenas de ônibus foram utilizados durante força-tarefa montada por companhias

21 março 2020 - 22h06Por Rodrigo Cabral
Empresas de turismo levam mais de mil visitantes de Búzios para o Galeão

Mais de mil turistas foram levados de Búzios para o Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, em força-tarefa montada por empresas de turismo que prestam serviço de transfer no balneário, na sexta-feira (20). O município será fechado nos próximos dias, segundo o prefeito André Granado.

Somente a Marinho Turismo transportou 700 pessoas durante a operação. Segundo o proprietário da empresa, Marinho Maia, a companhia utilizou toda a frota disponível, com a colaboração da equipe inteira.

"Foi uma força-tarefa que montamos, junto com todos os funcionários, que vestiram a camisa, para conseguir tirar todos os nossos clientes da cidade. Foi um sucesso", comemorou.

Já a In Búzios levou 480 turistas para o Galeão. Eles foram divididos em dez veículos. O objetivo, explica o proprietário da companhia, José Luis Monteiro, o Lula, é zerar o número de turistas na cidade até segunda-feira.

"A gente já vinha tentando antecipar a saída dos turistas. Alguns aceitaram sair antes, mas não era muita gente. Tiramos um pouquinho a cada dia. Ontem (sexta-feira), fizemos a operação para tirar todos os turistas que tinham reservas com a gente. Entramos em contato antes, pedimos para que antecipassem o voo. Explicamos que a cidade ia ser fechada e que, depois, a saída ficaria complicada. Alguns ainda se recusaram a sair, porque não conseguiram trocar o voo. Mas, pelos nossos registros, hoje há poucos turistas na cidade. Estamos trabalhando 24h, de home office, para zerar o número de turistas até segunda-feira", explicou. 

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.