sábado, 25 de maio de 2024
sábado, 25 de maio de 2024
Cabo Frio
24°C
Park lagos
Park Lagos 2
Geral

Em Cabo Frio, Projeto Albatroz inaugura seu 1º Centro de Visitação e Educação Ambiental Marinha

Evento será aberto ao público e contará com artistas e expositores locais, atividades de educação ambiental e concerto da Orquestra Petrobras Sinfônica 

18 setembro 2023 - 13h00Por Ascom / Projeto Albatroz
Em Cabo Frio, Projeto Albatroz inaugura seu 1º Centro de Visitação e Educação Ambiental Marinha

Com objetivo principal de disseminar a cultura oceânica e também a desenvolver a educação ambiental marinha para crianças, jovens, educadores, pescadores e turistas de toda a Região dos Lagos, o Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, vai inaugurar, no próximo dia 24 (domingo), às 13 horas, seu primeiro Centro de Visitação e Educação Ambiental Marinha em Cabo Frio (RJ). O evento será aberto ao público e contará com uma programação repleta de apresentações artísticas, expositores locais, projetos parceiros e atividades de educação ambiental ligadas ao oceano.

No centro, os visitantes poderão vivenciar experiências relacionadas ao ecossistema marinho e costeiro e também a biologia e as características dos albatrozes e petréis, grupo de aves mais ameaçadas do planeta. No espaço, serão organizadas exposições, oficinas e atividades educativas e culturais, envolvendo a comunidade e turistas da Região dos Lagos na temática da conservação costeira e marinha. As atividades também trazem um olhar socioambiental da conservação, incluindo a comunidade local em ações de capacitação profissional e incentivo à geração de renda alternativa na região.

Para a fundadora e coordenadora geral do Projeto Albatroz, Tatiana Neves, o evento é a concretização de um sonho que começou há mais de 30 anos. “Ao fundar o Projeto Albatroz, em 1990, meu sonho era aproximar essas aves que vivem em alto-mar do público para salvá-las, e uma parte fundamental disso é a sensibilização em prol da conservação marinha. O Centro Albatroz oferece ferramentas que envolvem os visitantes neste universo”, afirma.

Ainda de acordo com Tatiana, Cabo Frio é uma região estratégica para o trabalho do Projeto Albatroz porque é uma área pesqueira importante e rica do ponto de vista oceanográfico, da qual os albatrozes se aproximam da costa, tornando possível avistar essas aves pelágicas com mais facilidade do que em qualquer outra região do país. “Cabo Frio é uma cidade linda e muito importante para o nosso trabalho, tanto do ponto de vista pesqueiro quanto turístico. Com um centro de visitantes, temos a possibilidade de levar a mensagem da importância da conservação ambiental marinha para um público mais diverso”, explica.

Inauguração
A inauguração do Centro de Visitação e Educação Ambiental Marinha do Projeto Albatroz será uma festa e integração com os moradores da cidade, pescadores e turistas que visitam a região. Com início às 13 horas, estão previstas para a inauguração atividades artísticas e de educação ambiental com os educadores do projeto e integrantes do Coletivo Jovem Albatroz, presença de instituições parceiras, shows, expositores e food trucks de empreendedores locais. 

A programação musical e artística terá shows de talentos da região, oferecidos pela Secretaria de Cultura do Município, e o concerto “Tributo a Cartola” do Grupo de Câmara da Orquestra Petrobras Sinfônica em homenagem ao ícone do samba brasileiro.

Para o público infanto-juvenil, haverá oficinas e brincadeiras voltadas à educação ambiental e à conexão com o oceano. A Prolagos contribuirá com a distribuição de água potável para todos e também realizará o teatro infantil “Prolaguito e a Galera da Água”, que envolve as crianças na dinâmica de conservação da Lagoa de Araruama e o papel dos pescadores neste trabalho.

O evento de inauguração contará com palco, sistema de som e iluminação, tendas e banheiros químicos por meio de uma parceria com a Prefeitura de Cabo Frio.

Estrutura
Com área útil de mais de 18 mil m², ao lado do Parque Ecológico Municipal Dormitório das Garças e da Lagoa de Araruama, cedida por meio da Lei Nº 179/2019, o Centro de Educação Ambiental Marinha do Projeto Albatroz contará áreas de recreação, pavilhões de exposições e atividades com o público, prédios com salas para aulas e oficinas com a comunidade, além de uma trilha autoguiada pelo mangue, na qual os visitantes poderão conhecer mais a região da lagoa e reconhecer as principais espécies da fauna e flora local.

Uma das principais atrações de educação ambiental é a ossada de uma baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae), doada ao Projeto Albatroz pelo Instituto Orca, especializado no resgate e manejo de cetáceos. Todas as etapas de limpeza, restauração, montagem e finalização foram feitas pelo biólogo especialista em osteomontagem Antônio Carlos Amâncio. 

Parceiro de longa data do Projeto Albatroz, o artista plástico Alexandre Huber foi responsável pela criação de painéis especiais para as paredes do centro de visitação, que destacam as características marcantes e ajudam a aproximar estas aves do público.

“Nosso desejo é que o Centro de Visitação e Educação Ambiental Marinha possa contribuir para a comunidade de Cabo Frio e que todos possam se engajar nas nossas atividades, independente da idade, formação ou a proximidade com os temas que envolvem a conservação das aves marinhas”, explica Tatiana Neves. “Só temos a agradecer pela forma que a cidade vem nos acolhendo nos últimos dez anos e não vemos a hora de compartilhar esse espaço com todos”. 

A partir da inauguração, o Centro de Visitação e Educação Ambiental Marinha do Projeto Albatroz funcionará de quinta a domingo, das 13 às 17 horas. Mais informações sobre eventos e excursões podem ser obtidas pelo site www.projetoalbatroz.org.br. 

Projeto Albatroz na Região dos Lagos
O Projeto Albatroz nasceu em Santos (SP) e desde 1990 trabalha pela conservação das espécies de albatrozes e petréis que se alimentam em águas brasileiras. O projeto é patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental desde 2006 e, mantém uma base avançada de pesquisa na Universidade Veiga de Almeida (UVA), no campus de Cabo Frio (RJ), desde 2014, que nos possibilitou ampliar as pesquisas no Porto de Cabo Frio, rota de diversas embarcações de pesca de espinhel com a qual albatrozes e petréis interagem e pela qual são capturados. 

O primeiro Centro de Visitação do Projeto Albatroz foi construído em uma área de 18 mil m² ao lado da Lagoa de Araruama, também em Cabo Frio (RJ), para disseminar a cultura oceânica e desenvolver atividades de educação ambiental marinha para crianças, jovens, educadores, pescadores e turistas de toda a Região dos Lagos.

Sobre o Projeto Albatroz
Reduzir a captura incidental de albatrozes e petréis é a principal missão do Projeto Albatroz, que tem o patrocínio da Petrobras. O Projeto é coordenado pelo Instituto Albatroz – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que trabalha em parceria com o Poder Público, empresas pesqueiras e pescadores.

A principal linha de ação do Projeto, nascido no ano de 1990, em Santos (SP), é o desenvolvimento de pesquisas para subsidiar Políticas Públicas e a promoção de ações de Educação Ambiental junto aos pescadores, jovens e às escolas. O resultado deste esforço tem se traduzido na formulação de medidas que protegem as aves, na sensibilização da sociedade quanto à importância da existência dos albatrozes e petréis para o equilíbrio do meio ambiente marinho e no apoio dos pescadores ao uso de medidas para reduzir a captura dessas aves no Brasil.

Atualmente, o Projeto Albatroz mantém bases de atuação em seis estados brasileiros.

Mais informações: www.projetoalbatroz.org.br