Assine Já
domingo, 27 de setembro de 2020
Região dos Lagos
31ºmax
18ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 8076 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1625 102
Armação dos Búzios 483 10
Arraial do Cabo 242 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 671 36
São Pedro da Aldeia 1323 51
Saquarema 1177 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
elizangela lobo

Elizangela Lobo: '‘Tenho autonomia nas minhas propostas e ações’

Candidata pela primeira vez à prefeitura de São Pedro, Elizangela rebate críticas e garante que ela é que irá governar

21 setembro 2016 - 19h03Por Redação I Foto: Divulgação
Elizangela Lobo: '‘Tenho autonomia nas minhas propostas e ações’

Candidata pela primeira vez à Prefeitura de São Pedro, Elizangela Lobo (PSB) é apoiada por uma frente com três ex-prefeitos, inclusive seu marido, Paulo Lobo. Apesar disso, garante que é ela quem governará de fato a cidade e diz que as críticas são pelo fato de ‘ser mulher’. Ela promete ainda atenção especial à geração de empregos.

Folha dos Lagos – Por que pretende ser prefeita de São Pedro da Aldeia?

Elizangela Lobo – Principalmente, para cuidar de fato da minha cidade. Nasci aqui, e posso dizer que me sinto pessoalmente agredida com o estado de abandono em que São Pedro da Aldeia se encontra. Quero usar minha experiência de gestão, aliada ao meu amor pela minha cidade, para ser uma prefeita eficaz e honesta, mas principalmente com um olhar humanizado sobre todos os aspectos.

Folha – Você sustenta um discurso de renovação, mas é apoiada por três ex-prefeitos, dois deles com problemas na Justiça. Não é incoerência?

Elizangela – Sustento e repito um discurso de propostas viáveis e de acordo com nossa realidade orçamentária. Quanto aos apoios recebidos, considero natural, haja visto que não há uma única liderança política aldeense que se sinta confortável diante de um governo que virou as costas para a população. As propostas são minhas, formuladas a partir dos anseios de nossa população e adequadas por nossa equipe técnica. Incoerência seria assumir um posicionamento a favor de um gestor que possui o maior índice de rejeição da história política de nossa cidade.

Folha – O que você tem a dizer da acusação de seus adversários de que quem comandará a cidade em caso de uma eventual vitória sua será o seu marido, o ex-prefeito Paulo Lobo?

Elizangela – Não havendo nada que me desabone, graças a Deus, é natural que busquem formas para me atacar. Sendo eu mulher, este é o recurso que encontraram. Tenho orgulho das realizações do governo Paulo Lobo, do qual fiz parte. Mas, como mulher, deixo claro aqui que tenho autonomia nas minhas propostas e ações.

Folha – Quais seus planos para a Educação nos próximos quatro anos?

Elizangela – As prioridades da educação caminham lado a lado com o desenvolvimento do nosso povo. Valorizar os profissionais, ouvi-los, é um passo importante para nossas ações. Vou construir a primeira escola de tempo integral, com a meta de fortalecer a educação de nossos alunos e afastá-los da ociosidade e da criminalidade. Além disso, vou cuidar da manutenção de nossas escolas, construir mais creches e oferecer aos nossos alunos merenda de qualidade, com cardápio elaborado e fiscalizado por nutricionistas, com alimentos frescos, do jeito que eu gosto que minha família coma.

 Folha – O que pretende fazer na Saúde em um possível mandato?

Elizangela – A saúde precisa funcionar. Isso é urgente, imediato. E ela vai funcionar com mais médicos, medicamentos e insumos para que nossa população tenha atendimento digno. Vou reabrir a Policlínica do Centro, e também nosso Laboratório de Análises Clínicas. Além disso, vou inaugurar novas unidades de PSF (Programa de Saúde da Família), por que acredito que uma saúde forte é uma saúde preventiva. Não é possível mais ver pessoas dormindo em filas para conseguir marcar uma consulta, isso é inadmissível. Minha cidade terá uma saúde humanizada e de qualidade.

Folha – Quais os planos da senhora para movimentar a Economia e a geração de empregos nesse período de crise?

Elizangela – Vou criar o Polo de Empresas 2, para que possamos ampliar as ofertas de emprego para os aldeenses. Além disto, vamos fortalecer o empreendedorismo com polos com infraestrutura para comércio e serviços, além de funcionamento de oficinas e cursos profissionalizantes. Nossos jovens terão todos os incentivos para o primeiro emprego, com o retorno do programa Jovem Aprendiz.

Folha – O que a senhora pretende fazer nas áreas de Transporte público?

Elizangela – O transporte público precisa de ordenamento, e isso passa por horários e oferta de serviços. Vou implantar o sistema de integração de transportes, para que nossa população se sinta respeitada e segura com relação ao transporte público. É uma prioridade conversar com todos os que atuam no setor para implantarmos o mais breve possível serviços com maior qualidade e segurança, que contemplem os trabalhadores e a população em geral.

Folha – O que a senhora pretende fazer na área de Segurança pública?

Elizangela – Não há como discutir segurança pública sem ressaltarmos a importância da parceria com o Governo do Estado. Porém, o município vai atuar preventivamente, com o aumento do efetivo da guarda, cuidando para que a iluminação pública seja eficaz, e atuando nos bairros. É possível, sim.