Assine Já
sábado, 16 de janeiro de 2021
Região dos Lagos
29ºmax
22ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
eleições municipais 2016

Eleições 2016: está chegando a hora da formação de chapas

Prazo para convenções partidárias começa na próxima semana e bastidores fervem

14 julho 2016 - 10h58

RODRIGO BRANCO

 

Após uma longa temporada de especulações, blefes e muito dis- se-me-disse, se aproxima a hora que Cabo Frio conhecerá oficialmente os pretendentes a governar a cidade nos próximos quatro anos. Na próxima semana, a partir do dia 20, começa o prazo estipulado pela Justiça Eleitoral para a realização das convenções partidárias que ratificarão as candidaturas majoritárias e proporcionais para as eleições.

Até o dia 5 de agosto, isto é, a dez dias da data-limite para o registro das candidaturas, serão conhecidas todas as chapas e coligações para aquela que promete ser uma das disputas mais acirradas da história recente da cidade. As convenções de vários partidos estão marcadas para a próxima semana, entre elas a do PMDB, do deputado federal Marquinho Mendes. Pelo menos até o momento, colocam-se como postulantes a cadeira atualmente ocupada por Alair Corrêa (PP) o próprio Marquinho, o também deputado Janio Mendes (PDT), o vereador Adriano Moreno (Rede), o ex-deputado Paulo César da Guia (PSDB) e o economista Cláudio Leitão (PSOL). A maior das incógnitas é a situação do atual prefeito que, depois de anunciar a seu grupo na última sexta-feira a retirada da candidatura em favor de Paulo César, teria voltado atrás por pressão do seu partido. De acordo com pessoas ligadas a Alair, ele teria recebido o pedido diretamente do governador interino Francisco Dornelles, informação que não foi confirmada. Pelo contrário, seu nome encontra resistência entre as principais lideranças estaduais da legenda.

O que se sabe apenas é que, cada vez mais fragilizado por causa da situação administrativa e com pendências na Justiça, o prefeito estaria disposto como nunca a jogar a toalha, passando a incumbência de representar a família ao sobrinho e vereador Paulo Henrique Corrêa (PP), também cotado para composição com o tio ou mesmo Paulo César, embora essa possibilidade agora seja considerada remota.

Também com pendências judiciais, Marquinho se mantém em silêncio quando o assunto é o companheiro de chapa. Entre os principais cotados estão o vereador Aquiles Barreto (Solidariedade) e a empresária Ruth Schuindt, que foi vice na chapa de Janio em 2012. Contudo, nos bastidores, comenta-se que no caso de uma impugnação da candidatura, as principais possibilidades de um plano B seriam Aquiles; seu irmão e ex-secretário Carlos Victor Mendes e até mesmo sua mulher, a empresária Camila Mendes.

Já para companheiro de Janio, são considerados favoritos os empresários Waldemir Mendes, que até meses atrás fazia parte do grupo de Alair e Adelício José dos Santos. No entnato, há quem aposte em uma composição com Adriano, que sustenta a tese de que vai para disputa.

Seja como for, segundo a Folha apurou cresceram as conversas entre um grupo de lideranças políticas da cidade, entre elas até mesmo dissidentes do grupo governista para apoiar um dos pré- candidatos. Segundo um interlocutor do grupo, a movimentação teria o poder de desequilibrar o jogo em favor do nome apoiado.

Enquanto isso, a única chapa anunciada até o momento é a de Cláudio Leitão. Avesso às coligações por questões ideológicas e programáticas, o PSOL aposta em uma figura do 2º distrito para aumentar a capilaridade do partido: o advogado Jorge Richele.

*Foto: ArquivoQUANTA DIFERENÇA: em 2012, oficialização do nome de Alair Corrêa aconteceu entre sorrisosQUANTA DIFERENÇA - Em 2012, oficialização do nome de Alair Corrêa aconteceu entre sorrisos.