Assine Já
domingo, 12 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
15ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 272 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1037 64
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
égua

Égua é espancada em Armação dos Búzios

Animal foi cruelmente agredido por 'não querer trabalhar'

25 agosto 2016 - 09h39Por Fernanda Carriço
Égua é espancada em Armação dos Búzios

Apesar da lei de maus tratos a animais e a proibição de tração animal para transporte de cargas e gente, em vigor desde abril de 2015, a égua Biscoito foi espancada cruelmente na noite de terça-feira (23) por ter se ‘recusado a trabalhar’. O caso aconteceu na Baía Formosa, em Búzios. O dono, um idoso que não teve o nome divulgado e não foi encontrado pelas autoridades policiais, foi denunciado por vizinhos que ficaram chocados com as cenas de agressão sofridas pela égua.

Ontem à tarde, em uma operação que reuniu agentes do Inea, da 6 ª Unidade de Policiamento Ambiental (Serra da Tiririca, Niterói) secretaria de Posturas de Búzios, o animal foi recolhido e levado para o abrigo municipal.

– Ele espancou a égua com cadeira e pauladas. As fotos que recebi me deixaram chocado. Nunca vi tamanha maldade. Chorei – declarou o chefe de fiscalização do Parque Estadual da Costa do Sol, Leonardo Sandre.

Segundo informações, o drama da égua Biscoito é antigo e o caso de agressão não foi um episódio isolado. Ela seria agredida constantemente. Mas na terça-feira à noite “o dono extrapolou” e mulheres do bairro teriam inclusive se colocado na frente do animal para protegê-lo. Mas isso não livrou Biscoito da tortura.

– Quando chegamos lá a égua estava amarrada e o sangue já tinha sido limpo, ou seja, ele lavou o animal e saiu. Isso não existe mais, as pessoas têm que saber que é crime – relata Leonardo, se referindo ao artigo 32º, da Lei Federal 9.605/98 – dos Crimes Ambientais: “Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. Pena: detenção de três meses a um ano e multa. A pena aumenta, no entanto, se ocorrer a morte do animal.
A boa notícia é que a égua Biscoito passa bem e será cuidada. Um veterinário já está acompanhando o caso e fará exames nela hoje, porque a pancada no focinho foi tão forte que pode ter rachado o maxilar do animal. O caso foi registrado na 127DP (Búzios) e um inquérito foi instaurado.