Assine Já
domingo, 12 de julho de 2020
Região dos Lagos
27ºmax
15ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos: 344 Confirmados: 3388 Óbitos: 196
Suspeitos:
Confirmados:
Óbitos:
Suspeitos Confirmados Óbitos
Araruama 274 658 42
Armação dos Búzios X 272 7
Arraial do Cabo 16 84 11
Cabo Frio X 1037 64
Iguaba Grande 12 241 20
São Pedro da Aldeia 10 530 19
Saquarema 32 566 33
Últimas notícias sobre a COVID-19
Educação

Educação de Cabo Frio suspende matrículas

Secretaria declara que não há vagas sem fechamento do ano letivo

07 janeiro 2016 - 09h42
Educação de Cabo Frio suspende matrículas

Quem quiser comprar material escolar precisa de paciência. Isso porque, a menos de dois meses do início do ano letivo, sequer as matrículas foram abertas devido à greve da Educação. Ontem, a Secretaria Municipal de Educação (Seme) publicou comunicado que, ao contrário do anunciado, hoje não haverá matrículas online.
O comunicado da secretaria feito ontem conclama os servidores para o fechamento do ano letivo de 2015: “A Seme aguarda que o Sepe anuncie o término da greve e mobilize a categoria para o fechamento do ano letivo de 2015, conforme ficou acordado em reunião na Seme. Sem esse fechamento, a Seme fica impossibilitada de abrir processo de matrícula, já que muitos alunos ainda não têm resultado final e, assim, estão impedidos de matricularem-se em qualquer Rede de Ensino”.
O ano letivo de 2015 ainda não foi encerrado pela paralisação dos servidores da Educação. A greve começou por conta do atraso de salários da Prefeitura. Os funcionários públicos estão de braços cruzados desde o dia sete de de dezembro, quando o pagamento não saiu por mais uma vez.
A Prefeitura, por sua vez rebate o Sepe dizendo que os pagamentos estão em dia e os décimos terceiros estão sendo efetuados em parcelas.
O sindicato mantém a paralisação até que seja efetivado o valor total do 13º, mesmo que seja quitado em parcelas, como propõe o governo, que terminam em maio.
Amanhã, acontecerá mais uma assembleia no auditório do Colégio Edílson Duarte, no Jardim Caiçara, a partir das 18h, para definir os rumos do movimentos e a prolongação da greve.
De acordo com Denize Alvarenga, diretora do Sepe, as aulas normalmente começam na segunda semana de fevereiro.
– As aulas começam na segunda semana de fevereira. Na primeira, fazemos o planejamento. Nesse ano, já foi decidido que o ano letivo começa depois do Carnaval. Mas é simples. É só nos pagar para que o prazo seja cumprido.