Assine Já
domingo, 11 de abril de 2021
Região dos Lagos
30ºmax
19ºmin
Alerj
Alerj REC
TEMPO REAL Confirmados: 32434 Óbitos: 1183
Confirmados Óbitos
Araruama 8059 252
Armação dos Búzios 4018 49
Arraial do Cabo 1143 56
Cabo Frio 8778 419
Iguaba Grande 3162 76
São Pedro da Aldeia 4462 178
Saquarema 2812 153
Últimas notícias sobre a COVID-19
Detran Presente

​Detran Presente volta a Cabo Frio para serviços de identificação civil

Serviço será prestado no próximo domingo (9), no Ciep de Aquarius, em Tamoios
 

04 julho 2017 - 15h13Por Redação I Foto: Divulgação
​Detran Presente volta a Cabo Frio para serviços de identificação civil

Depois de ultrapassar a marca dos 12.700 atendimentos, o Detran Presente estará de volta a cidade de Cabo Frio no próximo domingo (9). Desta vez, a equipe do Detran colocará à disposição dos moradores da região o serviço que teve mais procura: a emissão de identificação civil. O Detran Presente estará, das 9h às 16h, no Ciep 331 – Lysia Bernardes (Rua Porto Alegre, s/nº - Aquarius), no distrito de Tamoios, em Cabo Frio.

​“Os moradores de Cabo Frio e da região aderiram em massa ao serviço de emissão de carteira de identificação. Foram mais de 600 pedidos. No Detran Presente precisamos começar mais cedo e terminar mais tarde para conseguir atender a todos que estivem presentes em Unamar. Por isso, o Detran estará de volta. Queremos continuar atendendo esta demanda reprimida do cidadão da Região dos Lagos. Nosso time do Departamento de Identificação Civil estará presente para atender a todos com agilidade e eficiência”, destaca Vinicius Farah, presidente do Detran.

Cabo Frio foi a quinta cidade no estado a receber o Detran Presente. No último sábado (1º de julho), foram realizados 3.557 atendimentos e​ 92% dos clientes avaliaram positivamente os serviços prestados pelo órgão. Durante o evento, a Ouvidoria do Detran entrevistou 188 clientes. Deste total, 145 avaliaram o programa como “excelente”. 

Com a marca alcançada de 12.705 atendimentos - nas cinco primeiras edições -, o Detran Presente, em Cabo Frio, bateu recorde de emissão de carteiras de identidade, com 601 pedidos. A próxima cidade a receber o Detran Presente será Vassouras, no dia 15 de julho.  

Documentos necessários

Para emissão da carteira de identificação, o cidadão não precisa fazer agendamento, basta ir ao Detran Presente com uma certidão original: nascimento ou casamento. Os pedidos da primeira via da identidade são feitos de forma gratuita. Já os da segunda via precisam de pagamento de DUDA (código 500-2) no valor de R$36,09.  Os participantes também podem comprovar estado de vulnerabilidade social e conseguir a isenção da taxa com a Defensoria Pública - que também estará no evento. A Defensoria Pública também permite a retirada da primeira via de certidões, como nascimento e casamento, de forma gratuita. Os cidadãos que quiserem acrescentar o número do CPF e do PIS ou Pasep também podem levar estes documentos originais para unir à identidade.

O serviço de identificação civil é o atendimento mais procurado em todos os eventos do Detran Presente. Até o momento, nas cinco edições realizadas, já foram feitos 1.954 pedidos. O serviço de vistoria anual é o segundo mais procurado, com 1.823 documentos emitidos.

 

Leia Também

Geral
Índice de confiança dos pequenos negócios atinge patamar da recessão de 2014, apontam Sebrae e FGV
Sondagem mensal realizada pelo Sebrae e pela FGV detecta que recrudescimento da pandemia e interrupção temporária do auxílio emergencial contribuíram para esse resultado
Carlos Minc sobre Dunas do Peró: "Não pode haver incompatibilidade entre turismo e preservação"
DIÁLOGO
Carlos Minc sobre Dunas do Peró: "Não pode haver incompatibilidade entre turismo e preservação"
Risco Covid: Baixada Litorânea sai da bandeira roxa (risco muito alto) para vermelha (risco alto)
Coronavírus
Risco Covid: Baixada Litorânea sai da bandeira roxa (risco muito alto) para vermelha (risco alto)
Pandemia: 80% dos profissionais da linha de frente tiveram problema de saúde mental no último ano
Coronavírus
Pandemia: 80% dos profissionais da linha de frente tiveram problema de saúde mental no último ano