Assine Já
quarta, 23 de setembro de 2020
Região dos Lagos
21ºmax
16ºmin
Mercado Tropical
Mercado Tropical Mobile
TEMPO REAL Confirmados: 7942 Óbitos: 418
Confirmados Óbitos
Araruama 1581 102
Armação dos Búzios 477 10
Arraial do Cabo 231 15
Cabo Frio 2555 140
Iguaba Grande 649 36
São Pedro da Aldeia 1284 51
Saquarema 1165 64
Últimas notícias sobre a COVID-19
arvore

Derrubada de árvore na Praça Porto Rocha causa polêmica e indignação em Cabo Frio

Segundo a prefeitura, árvore estava seca

26 junho 2014 - 18h23Por Texto: Gabriel Tinoco | Foto: Johnny Costa
Derrubada de árvore na Praça Porto Rocha causa polêmica e indignação em Cabo Frio

A retirada de uma árvore em frente à Igreja Nossa Senhora da Assunção, na Praça Porto Rocha, causa polêmica em Cabo Frio. A Companhia de Serviços Públicos de Cabo Frio (Comsercaf) recebeu autorização da secretaria de Meio Ambiente para realizar o corte. Segundo a prefeitura, a árvore estava seca e oferecia riscos para os pedestres. 

Entretanto, estudantes ficaram indignados com a medida. Eles colocaram um cartaz no local com os dizeres: ‘nem essa salvaram’. Também houve repercussão nas redes sociais. A aluna do Instituto Politécnico da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luana Azerêdo, postou foto da árvore cortada em sua conta no Facebook. A postagem recebeu mais de 50 curtidas. Nos comentários, muitos protestos.  A Folha foi às ruas e ouviu a opinião de moradores e turistas. A reprovação foi unânime entre os entrevistados. 

– Tiram mais uma sombra da nossa praça. Já não temos muitas árvores para poder sentar e conversar sem sentir um calor insuportável. Eles precisam é colocar mais árvores e não retirar. Cabo Frio normalmente tem um sol forte e precisamos fazer tudo para aliviar isso – diz o guardião de vigilância Júnior Souza, 28.

O decorador Luciano da Silva, 37, sente falta da Praça Porto Rocha repleta de plantas e árvores. Segundo ele, o lugar era bem mais arborizado há alguns anos.

– É um absurdo retirarem a árvore. Antigamente, qualquer lugar da Praça Porto Rocha era fresco e agradável. Mas fizeram a reforma e isso tudo acabou. Não temos mais uma praça onde queremos ficar. Estamos acabando ainda com a beleza da cidade. Precisamos de mais belezas naturais, que são o ponto forte de Cabo Frio.

Há quem reprove qualquer ação contra a natureza. É o caso do pedreiro argentino Ivan Galleguilhos, 60.

– Não temos o direito de tirar o que a natureza construiu durante tanto tempo. Imagina quantos anos aquela árvore deveria ter? Nós fazemos o que bem entendemos sem nos preocupar com a natureza. Espero que replantem árvores no mesmo local e que não façam mais isso – palpita.

Tereza Pereira, caixa, não acha que a solução tomada pela secretaria de Meio Ambiente seja correta. Para ela, o governo deveria tomar mais cuidado não só com o patrimônio público, mas com a natureza.

– Não adianta nada deixar que a árvore fique assim. Devemos tomar conta de tudo que está na cidade, inclusive da natureza. E mais: poderíamos também plantar mais algumas árvores. Antigamente a cidade e a praça possuíam muito mais árvores e não passávamos por nenhum risco – finaliza ela