Assine Já
quarta, 23 de junho de 2021
Região dos Lagos
22ºmax
18ºmin
Alerj2
Alerj3
TEMPO REAL Confirmados: 43614 Óbitos: 1679
Confirmados Óbitos
Araruama 10812 339
Armação dos Búzios 5233 57
Arraial do Cabo 1501 83
Cabo Frio 11637 622
Iguaba Grande 4486 107
São Pedro da Aldeia 5916 260
Saquarema 4029 211
Últimas notícias sobre a COVID-19
Anansa

Delegada afirma que prisão de Anansa e Priscila é legal

Delegada afirma que prisão de Anansa e Priscila é legal

24 junho 2015 - 10h07

FILIPE CARBONE E GABRIEL TINOCO

Após os protestos de familiares de Anansa Gonçalves, 35, e Priscila Monteiro, 32, na porta do Fórum de Cabo Frio, a delegada Cláudia Faissal negou que o mandado de prisão tenha sido inconstitucional. Em entrevista à Folha dos Lagos, a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) afirmou que a decisão foi tomada numa ordem judicial completamente legal.

Ontem, o marido de Anansa, Rafael Almeida, viajou para a capital do Estado do Rio de Janeiro junto com um advogado para fazer o pedido de Habeas Corpus. A decisão da Justiça, no entanto, não havia sido definida até o fechamento desta edição.
– Não há nenhuma prisão preventiva. A prisão de Anansa Gonçalves e Priscila Monteiro é temporária, de 30 dias. A acusação dessas duas mulheres é suspeita de participação numa tentativa de homicídio. É uma prisão baseada numa ordem judicial legal – revelou a delegada.

A delegada ainda disse compreender as manifestaçõs de familiares e amigos. De acordo com Cláudia Faissal, apesar de não concordar com os protestos, as reivindicações são um direito.
– Eles (familiares) têm todo o direito de protestar. A prisão é completamente legal, mas eles podem se manifestar. Nós vivemos numa democracia – completou ela.
 

*Leia matéria completa na edição impressa desta quarta-feira na Folha.