Assine Já
quarta, 20 de outubro de 2021
Região dos Lagos
19ºmax
16ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
OLHA A COBRA

Defesa Civil de Cabo Frio alerta sobre surgimento de serpentes no município

Órgão explica que o aumento de temperatura é um dos fatores que contribui para o aparecimento desses répteis

03 dezembro 2020 - 14h58Por Redação

Imagens de serpentes em áreas distintas de Cabo Frio têm circulando nas redes sociais nos últimos dias. Flagrantes feitos por moradores mostram esses animais em locais públicos como ruas e até mesmo praias da cidade. Por conta disso, a Defesa Civil emitiu um alerta  e explicou o porquê do aparecimento desses répteis. 

De acordo com órgão, a elevação da temperatura contribui para o surgimento de serpentes da região, especialmente as espécies mais comuns, como a Cruzeiro, a Jararaca e a Coral, independentemente de se tratar de uma área urbana ou rural. 

“A mudança climática e o consequente aumento da temperatura e a alteração do habitat natural contribuem significativamente para a migração desses animais para outros espaços. Apesar de nossa região contar com uma fauna e flora abundantes, a interferência humana é um fator decisivo no aparecimento das cobras em novos habitats”, diz um trecho do alerta.

A Defesa Civil ainda ressalta que as capturas de cobras ocorrem com mais frequência em casas com vegetação farta ao redor, com acúmulo de entulhos, restos de madeiras, telhas e tijolos, porque favorecem a proliferação de ratos e baratas que são alimentos para as cobras.

O órgão afirma que as cobras não possuem controle de temperatura corporal e por isso buscam locais com umidade e mais frios para reduzirem a temperatura corporal em dias mais frios. Por isso, é comum encontrar cobras em baixo de pias e tanques de roupa.

A Cobra-Coral 

Ainda de acordo com a Defesa Civil, em relação a Cobra-Coral,  é comum se ouvir que pode-se diferenciar a Coral da Falsa Coral pela sequência de cores, mas essa informação não é verdadeira. 

“A identificação correta só é possível de ser feita por análise da dentição da cobra, o que não é nada seguro de se fazer, considerando que a Cobra Coral possui um poderoso veneno capaz de matar um boi de 500Kg com uma única picada”, afirma o órgão. 

Cuidados necessários

Em vias e locais públicos o ideal é não mexer com o animal, e sim protegê-lo, como paralisar temporariamente o trânsito, caso o animal esteja efetuando uma travessia. Se o local onde surgiu a cobra seja de muita frequência pública, ou se o animal se encontra dentro de uma residência, também é recomendado que não mexam nele e acionem o  Corpo de Bombeiros pelo 193, pois a corporação possui treinamento e equipamentos adequados para a captura e acondicionamento seguro do animal, para posterior soltura do réptil em habitat adequado e seguro.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.