Assine Já
sábado, 23 de outubro de 2021
Região dos Lagos
25ºmax
15ºmin
TEMPO REAL Confirmados: 52262 Óbitos: 2141
Confirmados Óbitos
Araruama 12321 438
Armação dos Búzios 6516 72
Arraial do Cabo 1720 92
Cabo Frio 14721 876
Iguaba Grande 5469 140
São Pedro da Aldeia 6984 288
Saquarema 4531 235
Últimas notícias sobre a COVID-19
DICAS PARA O ESTUDO

De olho no concurso público de Cabo Frio

Professores e especialistas dão dicas de preparação para as provas

17 novembro 2020 - 13h00Por Julian Viana
De olho no concurso público de Cabo Frio

Atualização às 16h34: Em declarações a alguns veículos de comunicação, o prefeito eleito José Bonifácio anunciou a intenção de adiar a realização do concurso público para o fim do ano que vem.

O concurso público do município de Cabo Frio já está às portas. Faltam menos de seis meses para a realização das provas, que são de caráter eliminatório e classificatório. Para quem pretende concorrer a uma das quase mil vagas em disputa, a Folha dos Lagos montou um guia, após conversar com professores e especialistas com o intuito de reunir dicas para um excelente rendimento na hora de realizar as avaliações. A novidade deste ano é que a prova contará com questões sobre a história da cidade. 

Rodrigo Silva Pereira, conhecido como Professor Rodrigo, que atua na área de concurso público há mais de 20 anos e trabalha com ‘coaching’ há cinco, conta que o primeiro passo é fazer um bom planejamento e se programar semana após semana até a data da realização da prova. Como as primeiras avaliações estão marcadas para o dia 7 de março de 2021, o professor ressalta que, até o mês de fevereiro, o ideal é fazer um estudo completo de todo o conteúdo. A um mês da prova, é necessário revisar o conteúdo, rever as anotações feitas e estudar, mais a fundo, as leis. 

– Na hora de estudar, é necessário resolver muitas questões ao longo de todo o processo. A teoria é importante, mas é aquilo: “você está se preparando para uma prova ou para dar aulas”? Para fazer provas, é preciso aprender fazer o que a gente chama de ‘matar questão’. Por isso, ao longo de todo o processo, é importante resolver muitas questões e revisar constantemente – afirma o professor. 

Monã Costa Tavares é fisioterapeuta e já se inscreveu para o concurso público de Cabo Frio. Ela conta que espera estabilidade financeira, se for aprovada. De cinco concursos públicos já feitos, ela passou em dois e está em busca do terceiro. 

– Sempre almejei um emprego público pela estabilidade e pela possibilidade de progredir na carreira [fisioterapeuta], o que acaba sendo mais difícil, ao menos na minha área, em clínicas privadas, por exemplo – conta. 

O professor Rodrigo conta que, em todo concurso público, a banca disponibiliza um número exato de questões e como será a divisão de cada pontuação. Ele orienta o candidato a se dedicar a cada disciplina de acordo com a pontuação que ela tem.

– Vou dar um exemplo: vamos supor que 100 pontos estão em jogo e 60 deles são referentes à legislação específica. Diante desse cenário, 60% do seu tempo durante a semana precisa ser dedicado à legislação específica. Se 20% dos pontos são referentes a disciplina da Língua Portuguesa, 20% do seu tempo durante a semana precisa ser dedicado à disciplina da Língua Portuguesa – pontua. 

Michele Vieira de Melo é moradora de Tamoios e também tentará fazer parte do quadro dos concursados do município de Cabo Frio. Ela se inscreveu para o cargo de Técnica de Enfermagem e já participou do processo seletivo para a cidade de Rio das Ostras em abril do ano passado. Assim como Monã, a técnica de enfermagem acredita na estabilidade que a carreira pública pode proporcionar. 

– O concurso público é importante porque oferece uma garantia de um futuro. Hoje, sou contratada para trabalhar na tenda da Covid em dois municípios [Cabo Frio e Rio das Ostras], mas e quando o contrato acabar? O que será de mim? Por conta disso, acredito que o concurso será capaz de me dar uma garantia maior de emprego e segurança em questão de trabalho e vida financeira – desabafa.

Para Bruno Ramos de Souza, professor de Língua Portuguesa, Redação, Literatura e Inglês, o candidato que vai prestar um concurso público ou qualquer outro tipo de prova precisa entender e compreender o que a banca pede e quais são as estratégias dela. 

– Tratando-se da prova de Língua Portuguesa, o candidato deve entender, primeiramente, a questão da interpretação textual. A banca vai querer entender se o candidato sabe interpretar, reconhecer os fatores textuais e os termos que integram cada texto, como a construção, parte gramatical e ortográfica – comenta o professor, que atua há dez anos na área do ensino e trabalha atualmente com o Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Pré-vestibular, além de ministrar oficinas de redação. O professor ainda ressalta que o candidato precisa ter uma rotina de estudos prolongada, a longo prazo. 

Sete dicas de ouro para passar no concurso

Gabriela Melo Azevedo atua como mentora em concursos públicos desde 2015. Ela é Servidora Pública Federal da Polícia Federal, Fundadora do Visão & Foco – Coaching e Consultoria Para Concursos Públicos, e Idealizadora dos programas: T7S, Força Tarefa e Falcão Negro. Também já foi Militar de Carreira – concursada da Marinha do Brasil – e hoje em dia, atua como Especialista em Concursos Públicos e Produtividade.

Em exclusividade à Folha, a especialista pontuou sete passos para que uma pessoa que esteja estudando há muito tempo ou alguém que esteja começando do zero consiga ler, colocar em prática e conseguir a tão sonhada aprovação no concurso público de Cabo Frio. 

Passo 1 -  Edital do cargo escolhido: Baixe o edital do cargo escolhido, imprima todo o edital e conteúdo programático. 

– O concurso público é como um jogo, e como qualquer outro jogo possui um conjunto de regras, isso é o que chamamos de edital do concurso. Lá, estão as regras para se inscrever, fazer a prova, e do conteúdo que será cobrado – afirma a mentora.

Passo 2 – Material de estudo de qualidade: Escolha um curso direcionado para o cargo que escolheu que possua tanto videoaulas quanto materiais em PDF. 

– Hoje em dia a aprovação em concursos públicos está cada vez mais concorrida. Estudar com material desatualizado ou de péssima qualidade pode fazer com que você demore anos para passar, ou ainda, que nunca consiga ser aprovado – conta. 

Passo 3 – Crie um planejamento estratégico de estudos: É muito importante se organizar e planejar para conseguir estudar todos os assuntos do edital e revisá-los antes da sua prova. Segundo a mentora, existem três intensidades diferentes de planejamento: quando o concurso está na expectativa de sair, quando o concurso está autorizado, e quando o edital está aberto.
 
– Com o edital aberto, o planejamento e seu estudo sempre serão mais intensos. Isso porque a prova já está marcada e é necessário que você consiga fazer pelo menos um estudo de cada assunto do seu edital com as devidas resoluções de questões. Uma das estratégias que você pode seguir para seu planejamento é: de segunda a sábado coloque duas ou três disciplinas do seu edital para focar em estudar a teoria e depois resolver questões da teoria estudada. Já aos domingos, dedique-se a fazer revisões dos assuntos já estudados, e quinzenalmente simulados direcionado e na mesma quantidade de questões da prova – sugere. 

Passo 4 – Priorize as matérias de maior dificuldade ou maior pontuação na sua prova: Priorize sempre as matérias que possui mais dificuldade, ou seja, essas são as matérias que devem estar com maior carga horária de estudos no seu dia ou semana. 

Passo 5 – Blinde seu emocional: O fator emocional é um dos que mais reprovam em provas e concursos públicos. Proteja suas emoções. 

– Conseguir “fechar o edital”, estudar todos os assuntos, e fazer vários simulados vai te ajudar diminuir o medo e a ansiedade. Mas, além disso, sugiro algumas estratégias para o fortalecimento emocional, como ter dentro da sua semana momentos de caminhada ou outra atividade física que goste, ou meditações, ou ainda um hobby que goste muito – conta a mentora.

Gabriela também afirma que durante o período de preparação para a prova, vale a pena se afastar um pouco das redes sociais, grupos e pessoas que sejam negativas e minem sua energia.

– A fase de edital aberto exige muito do concurseiro. Será a fase mais intensa do seu estudo. Mas não esqueça de fazer pequenas pausas para se energizar e cuidar do seu emocional.

Passo 6 – Use e abuse de técnicas de estudo e produtividade: Neste momento, aplique nos seus estudos técnicas de aprendizagem acelerada e técnicas que aumente seu foco, concentração e rendimento.

Passo 7 – Escolha um método e siga:

– Eu faço concursos desde 2004, nunca fui a favorita a vencer, tenho uma história de muita luta e superação. Já reprovei 30 vezes. Foi quando, enfim, eu desenvolvi o TAG (Técnicas de Estudos, Alta Performance e Gerenciamento de Emoções). Depois de aplicá-lo na minha vida, fui aprovada em dez concursos, inclusive no último concurso de Agente Administrativo da Polícia Federal, no qual venci uma concorrência brutal de 32.180 pessoas para apenas 21 vagas. 

Ainda de acordo com Gabriela, o TAG funciona da seguinte forma: 

Técnicas de estudo - Aqui você vai precisar aprender a como estudar, como usar videoaulas, diferença de estudo ativo e passivo, mapas-mentais, resumos, como fazer questões, provas, etc;

Alta Performance - Não basta querer ser produtivo nos estudos, você vai aprender a conciliar os vários papeis de sua vida de uma forma sustentável e com alta performance em tudo que fizer;

Gerenciamento de Emoções - Jamais negligencie esse pilar. Não adianta usar as melhores Técnicas de Estudos e Alta Performance se não controlar o coração, a mente, o medo e a ansiedade.

 

 

SERVIÇO:

Inscrição
De 26 de outubro a 13 de dezembro
 
Taxas

R$ 40 para nível fundamental
R$ 50 para os de níveis médio, técnico e docente I
R$ 60 para os de nível superior
 
Datas das provas
Professores (edital 1) - 7 de março de 2021
Nível superior (edital 2) - 21 de março de 2021
Níveis médio e técnico (edital 3) - 11 de abril de 2021
Nível fundamental (edital 4) - 18 de abril de 2021
 
Provas objetivas
40 questões de múltipla escolha
Matérias: Português, Informática, História do Município e Conhecimentos Específicos

30 questões de múltipla escolha
Matérias: Português, Matemática, História do Município e Conhecimentos Específicos
 
Provas prática e de aptidão física
29 e 30 de maio
05 e 06 de junho
Cargos: Coveiro, Cozinheiro e Guarda Marítimo e Ambiental.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.